A Apple normalmente espera até sua conferência anual para desenvolvedores, a WWDC, para fazer grandes mudanças na App Store, mas o presente chegou mais cedo este ano. A empresa acaba de anunciar que, a partir de março, os desenvolvedores podem oferecer um aplicativo em todas as plataformas. Se você comprar um aplicativo na App Store do iOS, não precisará comprar uma versão separada para funcionar no seu Mac.

A mudança parece ser uma continuação do Project Catalyst, uma iniciativa anunciada na WWDC do ano passado que tornou mais fácil para os desenvolvedores portarem seus aplicativos iOS para o desktop. Está muito longe do sistema operacional unificado com o qual muita gente sonha há um tempão (ao lado de um Mac com tela sensível ao toque), mas poderia facilitar a vida dos desenvolvedores.



Os desenvolvedores ficaram animados, para dizer o mínimo. Steve Troughton-Smith observou no Twitter que há rumores de compras universais há dois anos. Ele também disse que teria que “recomeçar algumas coisas”, mas que a Apple “escolheu a coisa certa para se concentrar” antes da WWDC.

Embora a mudança possa prejudicar os bolsos de alguns desenvolvedores, que cobram separadamente pelos aplicativos criados para iOS, iPadOS e macOS, provavelmente nós consumidores conseguiremos economizar um pouco. Aplicativos premium com pagamentos adiantados ou assinaturas mensais não exigem pagamentos duplos para uso no iPhone e Mac (ou iPad, Apple Watch e Apple TV).

Provavelmente veremos mais unificações de plataforma na WWDC deste ano, que geralmente acontece na primeira semana de junho em San Jose. Mas não se anime muito, aquele Mac com touchscreen não vai rolar.