Como falamos recentemente, o Android 10 vai começar a ser liberado a partir desta terça-feira (3). Como é praxe, donos de smartphones Pixel (que não são vendidos oficialmente no Brasil), do Google, devem ser os primeiros a receber a atualização, com o sistema sendo disponibilizado ainda hoje. Quanto a outras marcas, o Google diz que está trabalhando com parceiros para lançar ou atualizar dispositivos ainda este ano.

De modo geral, o Android 10 não deve mudar muito o visual comparado com a versão anterior, Android Pie (ou Android 9.0). As alterações estão mais em funcionalidades e na adaptação da plataforma para novos produtos — de smartphones dobráveis a aparelhos com conexão 5G.

Abaixo, um resumo das principais funcionalidades do Android 10:

Modo Escuro

Seja por incomodar menos ou para economizar energia, o modo escuro será uma opção disponível no Android 10. Ao ativá-la, todo o telefone e aplicativos, como o Chrome, Fotos e Calendário, ficarão com o fundo preto.

Sugestões de ações

É um pouco chato ficar copiando e colando links recebidos via mensagem. Então, com o Android 10, o sistema irá sugerir o melhor aplicativo para acessar aquela informação. Isso pode ser útil, por exemplo, no envio de um link de um vídeo do YouTube via WhatsApp.

Live Caption

Um sistema de inteligência artificial para melhorar a acessibilidade. Então, você pode adicionar legenda a vídeos, podcasts e mensagens de áudio de qualquer aplicativo — no WhatsApp, isso resolveria a vida de quem odeia áudios gigantes, pois ele poderia legendar e facilitar o acesso ao conteúdo.

Gerenciando melhor as notificações

Com o Focus Mode, o usuário pode decidir quando, onde e como receberá as notificações. Isso quer que será possível escolher exatamente quais tipos de avisos poderão ser silenciados ou não. Apesar de parecer ótimo, quem quiser usufruir do recurso terá de ser inscrever, pois ela ainda está em fase beta.

Privacidade e segurança

O Android 10 também terá mais recursos de privacidade e segurança. Privacidade, aliás, ganhará sua própria seção na lista de configurações do Android.

Uma das novidades é que será possível bloquear que apps usem a localização do dispositivo em segundo plano. Isso já existe no iOS há algumas versões.

Outra mudança é o que o Google chama de Android OS Framework. Atualizações de segurança ficarão em um módulo separado, que poderá ser atualizado pela internet sem necessidade de reiniciar o dispositivo.

Inteligência artificial rodando no aparelho

Boa parte das tarefas de processamento são feitas via requisição online. A partir do Android 10, a empresa deverá executar parte das ações no próprio aparelho, o que deve melhorar a velocidade e a usabilidade de funções.

As respostas inteligentes que você já vê no Gmail estarão disponíveis para todos os apps de mensagens. Isso mesmo, todos. Não importa o seu preferido, você vai ter opções de respostas curtas e apropriadas para cada contexto. Na apresentação, o Google usou o Signal, aplicativo conhecido por sua privacidade.