Você encontrou um aplicativo, site ou serviço e gostou da proposta, ele é totalmente gratuito, e está tudo pronto para você fazer o cadastro – mas como é possível dizer se o serviço é transparente e legítimo? Que você não estará sujeito a táticas de dark pattern e que não venderão dados sensíveis para anunciantes? Antes de realizar o cadastro num serviço que parece muito bom para ser verdade, vale a pena seguir o passo a passo que mostraremos abaixo. Bom senso e um pouquinho de investigação podem te salvar de aplicativos duvidosos.

• Como o Unroll.me convence seus usuários a darem seus dados de email
• Dark Patterns: os truques dos sites para abrirmos mão de nossa privacidade

Descubra como eles ganham dinheiro

evernoteImagem: Captura de tela

Aplicativos e serviços pagos são ruins para o seu orçamento, mas bons para ter paz de espírito, porque se você estiver sendo cobrado de cara, é menos provável (embora não seja impossível) que dados sejam vendidos para qualquer um.

Quando considerar utilizar um produto gratuito, descubra como eles fazem dinheiro: investimento de fora? Publicidade? Planos premium? Negócios extras? É possível descobrir algumas dessas informações no site do serviço ou ao pesquisar algumas notícias sobre ele. E, se você estiver em dúvida, dá para perguntar por email.

Alguns aplicativos e serviços são lançados como um trabalho feito por amor por desenvolvedores independentes que fizeram um esforço no tempo livre, então é possível que não exista receita de lugar nenhum. De qualquer forma, essa é uma das bandeiras que você precisa procurar ao decidir se vale a pena se cadastrar.

Leia o máximo de análises que conseguir

resenhas-appsImagem: Captura de tela

Veja o que outras pessoas estão falando. Isso significa ler análises de outros usuários finais ou da imprensa de tecnologia. Não existe nenhuma garantia de que as resenhas irão identificar todos os potenciais problemas, mas certamente ajudam a identificar insucessos.

As análises também vão te contar há quanto tempo o serviço está operando e o quão estabilizado ele está – aplicativos gratuitos ganham um tique na coluna de pontos positivos se eles estiverem rodando por anos sem nenhum problema. Não existe nada de errado com novos serviços gratuitos e sites que surgem do nada, mas é bom tomar mais cuidado.

As resenhas definitivamente não são infalíveis. De vez em quando, rolam análises insensatas de usuários e até mesmo reviews patrocinados de sites de tecnologia (embora isso tenha que ser classificado no começo da publicação). Ao navegar por resenhas de usuários, tente procurar pelas melhores e piores avaliações e, se possível, veja a continuidade das opiniões. Se um app estava ganhando cinco estrelas há anos e de repente teve um fluxo de avaliações de uma estrela, talvez isso tenha mais a ver com os usuários que não curtem mudanças do que com problemas dentro do próprio serviço.

E também tente conseguir um consenso mais abrangente. Não se baseie apenas em uma ou duas avaliações, já que elas podem ser enviesadas.

Cheque os termos e condições

termos-e-condicoes Imagem: iTunes Terms and Conditions

Uma verdade conhecida universalmente é que ninguém tem tempo de ler todos os termos e condições dos serviços, e mesmo que você separe uma tarde para ler todas elas, não há garantias de que conseguirá entender tudo o que está escrito.

Dito isso, ainda vale a pena, se você estiver em dúvida sobre o cadastro num serviço ou app em particular. Procure nas seções mais relevantes para você – nas partes que falam de uso de dados e privacidade, talvez – e, se estiver em dúvida, procure um esclarecimento do desenvolvedor.

Existem alguns lugares para te ajudar também: o Terms of Service Didn’t Read é um projeto americano que tenta jogar alguma luz sobre os Termos e Condições de grandes sites da internet. Dá até para ler os termos do iTunes num formato de história em quadrinhos. É uma ferramenta que pode revelar coisas surpreendentes. A única limitação é que todos os documentos estão em inglês.

Veja as permissões solicitadas pelo app

ajustes-permissoes-iosImagem: Captura de tela

Checar as permissões solicitadas por aplicativos é algo bem direto, e, se você estiver utilizando as versões mais recentes do Android, verá que essas permissões são solicitadas, uma a uma, no momento em que você for utilizar determinada função. Se houver qualquer coisa incomum, é só desinstalar (ou checar a explicação do desenvolvedor sobre o porquê determinada permissão é necessária).

Para analisar as permissões dos aplicativos já instalados, vá em Configurações, então toque em App, depois no nome do aplicativo, e Permissões no Android. Ou escolha o app a partir dos ajustes do iOS. Em dispositivos da Apple, você também pode tocar na aba Privacidade, nos Ajustes, para ver as permissões agrupadas por categorias, como serviços de localização ou acesso aos contatos.

Tanto no Android como no iOS, você tem a opção de negar qualquer permissão com a qual não se sinta confortável. Mas existe a possibilidade de o app não funcionar corretamente depois disso. Até mesmo em aplicativos nos quais você confia, vale a pena checar as permissões concedidas.

Pesquise um pouco sobre o desenvolvedor

twitter-desenvolvedorImagem: Captura de tela

Quando um produto vem de um desenvolvedor independente, checar quem está por trás de um app, site ou serviço é uma das melhores maneiras de verificar a legitimidade. Olhe na linha do tempo do Twitter, perfis de websites (a maioria dos apps do iOS e Android vem com um site de referência) e tente construir uma imagem.

Claro que, quanto mais conhecido o desenvolvedor, mais credibilidade um app ou serviço possui, mas você ainda estará colocando sua confiança nas práticas e políticas daquela empresa. Um aplicativo bem conhecido pode ser menos propenso a ser invadido, mas existe uma probabilidade maior de colher dados dos seus usuários.

Nem todos os desenvolvedores legais possuem uma presença online que passe essa imagem (e qualquer imagem pode ser rapidamente moldada, de qualquer maneira), mas é um outro pedaço do quebra-cabeça para se checar. Se um desenvolvedor ganhar sua confiança, dá para ficar mais tranquilo.

E mesmo assim…

have-i-beenImagem: Captura de tela

Nenhum dos pontos acima pode provar categoricamente que um aplicativo é suspeito ou legítimo. Mas, ao juntar tudo isso, existe uma chance melhor de ficar de fora de alguns problemas ao testar novos produtos digitais.

Mesmo depois de você se cadastrar em algum serviço ou instalar alguma coisa, existem diversas maneiras para se manter seguro, desde negar acesso a aplicativos de terceiros, até a instalar extensões para o seu navegador que foram desenvolvidas com a segurança em mente. E é necessário manter os softwares atualizados e checar a atividade recente em suas contas, também.

Por fim, fique ligado nas últimas notícias sobre tecnologia (o Gizmodo é um bom lugar pra isso), e se um aplicativo suspeito for exposto ou invadido, poderá fazer algo a respeito. Além disso, você pode acessar sites dedicados a invasões, como o Have I Been Pwned?, para se manter atualizado sobre brechas envolvendo seus dados.

Imagem do topo: Captura de tela