Em 2021, 17 estados dos Estados Unidos e o distrito de Columbia implementaram leis que permitem que pessoas com 21 anos ou mais possuam, usem e forneçam quantidades limitadas de cannabis para fins recreativos — são as chamadas Recreational Cannabis Laws  (RCLs).

Pensando nisso, Angélica Meinhofer, professora assistente de ciências da saúde da população da Weill Cornell Medicine, liderou um estudo que relaciona essas leis com as respostas da sociedade, como preços de rua, potência, qualidade e apreensões policiais. A pesquisadora usou dados compartilhados das plataformas Price of Weed e StreetRx, que acompanham o mercado ilegal, para realizar a análise.

O resultado, publicado nesta segunda (17), na revista científica Addiction, mostra que houve a diminuição de 93% nas apreensões de cannabis ilegal. A autora relembra que a legalização foi acompanhada por um aumento do cultivo doméstico, desvio de cannabis legal para o mercado ilegal, reduções nas importações ilegais do México e dificuldades em diferenciar a maconha legal da ilegal, o que atrapalha os esforços de fiscalização e apreensão.

Outra constatação importante foi em relação ao preço da maconha de rua, que diminuiu 9,2% (ou 19,5% quando era de baixa qualidade). Segundo o estudo, isso tem a ver com a redução da demanda, uma vez que os consumidores preferem ir às lojas legalizadas.  Outros resultados mostraram que houve a diminuição de 50% nas apreensões de outras drogas como heroína, oxicodona e hidrocodeína. Além disso, foi constatado um aumento de 64% nos preços da heroína e de 54% em sua potência. Já o valor da oxicodona no mercado ilegal subiu 7,3% e da hidrocodeína 5,1%.

Assine a newsletter do Gizmodo

Segundo Meinhofer, as descobertas sugerem que os mercados de drogas ilegais podem não ser independentes da regulamentação da cannabis legal e os formuladores dessas leis precisam levar isso em consideração. “À medida que mais estados avançam em direção à legalização, precisaremos fazer mais pesquisas para determinar se as leis de cannabis recreativa causam essas mudanças no mercado ilegal e o que acontece a longo prazo.”

[EurekAlert]