A prefeitura de São Paulo agora tem um aplicativo de táxi, chamado SPTaxi. Como nos apps de transporte, motoristas poderão se cadastrar e passageiros poderão chamar veículos. A ideia da prefeitura é tornar a modalidade mais competitiva.

A administração municipal espera tornar mais atrativo pegar táxis a partir de um sistema de descontos. O motorista pode escolher se ele vai querer dar desconto de 10% a 40% sobre o valor do taxímetro. O passageiro, por sua vez, escolhe quanto de desconto ele quer ter. O sistema, basicamente, vai fazer a correspondência de condutores e de clientes.

99 agora é o transporte dos funcionários da Prefeitura de São Paulo
A chinesa Didi acaba de adquirir a 99, e é melhor o Uber ficar esperto

Essa ideia do desconto, aparentemente, é uma forma de deixar taxistas menos parados em seus pontos. Por parte do passageiro, existe a vantagem de ele poder ter uma viagem mais rápida — os condutores de táxi podem andar em corredores exclusivos de ônibus, o que pode ser interessante para quem está com pressa.

Como nos outros apps, o passageiro conseguirá ter uma noção do preço que vai pagar, escolher a forma de pagamento (dinheiro, débito ou crédito) buscar por veículos mais próximos à sua origem e ainda avaliar o motorista. A prefeitura, inclusive, promete premiar os motoristas melhor avaliados. Não será em dinheiro, mas em “benefícios”, como dar prioridade ao condutor em bolsões de táxi em grande eventos, como jogos e shows.

A ideia do app foi importada do Rio de Janeiro, onde o app Taxi.Rio funciona desde o fim do ano passado. A administração municipal diz que ao usar geolocalização, poderá saber o volume de táxis em uma região ou mesmo ter uma noção de trânsito em determinados locais.

Os app do taxista e do passageiro estão disponíveis apenas para Android. Em breve, deverá ter uma versão para iOS.

[Prefeitura de São Paulo]

Foto do topo por Heloisa Ballarini/Secom