A Apple deu o pontapé inicial nesta terça-feira (20) para seus eventos programados para 2021. E o primeiro produto anunciado são as AirTags: pequenos acessórios que servem para encontrar objetos perdidos por meio do aplicativo “Buscar” (“Find My”) no iOS.

Em termos de design, a AirTag é uma pecinha circular com o logo da Apple ao centro. Cada tag vem com alto-falante, acelerômetro e Bluetooth LE embutidos, além de uma bateria que precisa ser trocada quando perder totalmente a carga. De acordo com a Apple, a bateria tem duração prevista de até um ano. As tags são alimentadas pelo processador U1, que utiliza banda ultralarga para fornecer som e localização mais precisas.

A Apple também afirma que as AirTags não gravam nenhuma informação em si mesmas, o que inclui localização ou histórico de onde elas foram deixadas. A comunicação entre o acessório e o app Buscar no iOS acontece por meio de criptografia de ponta-a-ponta, e não é necessário usar Wi-Fi ou redes móveis.

As AirTags começam a ser vendidas nos Estados Unidos a partir do dia 30 de abril por US$ 29 (R$ 160 na conversão direta) a unidade, ou US$ 99 (R$ 550) em um pacote com quatro unidades. A pré-venda se inicia já nesta sexta-feira (23). Além das tags, a companhia também vai comercializar acessórios, como uma fita de couro que pode servir de chaveiro para o produto.

O preço no Brasil também foi revelado: uma unidade sairá por R$ 369. Já o pacote com quatro custará R$ 1.249.

Apple TV 4K com novo controle remoto

Outro produto que deu as caras no evento desta terça foi a nova Apple TV. É a primeira grande atualização à caixa de streaming desde 2017, mantendo suas principais características: suporte à resolução 4K, HDR e Dolby Vision. O visual da caixa também é o mesmo, e… ainda é uma caixa preta com o logo da Apple TV na parte superior.

A diferença é que, nesta nova versão, o aparelho agora vem o processador A12 Bionic e taxa de atualização de até 120 Hz (desde que as atrações ofereçam essa especificação), o que permite que as imagens sejam exibidas com maior fluidez. Outro destaque é que a função de AirPlay pode transmitir imagens em Dolby Vision em até 60 quadros por segundo, mas apenas alguns modelos de iPhone são compatíveis com o recurso.

Mas talvez a maior novidade da nova Apple TV seja seu controle remoto, que ganhou uma repaginada completa. Além de ser menor e mais leve que o controle da geração passada, o acessório ganhou um botão circular maior no topo que serve para controlar os conteúdos na streaming box ou desligá-la por completo. Já o botão da Siri foi realocado para a lateral.

Assine a newsletter do Gizmodo

Nos EUA, a nova Apple TV 4K também começa a ser vendida em 30 de abril por US$ 179 (R$ 990), no modelo com 32 GB de capacidade interna, e US$ 199 (R$ 1.100), na versão com 64 GB. A empresa ainda continuará vendendo a Apple TV HD, que reproduz conteúdos apenas em resolução Full HD.

No Brasil, o dispositivo sairá por R$ 2.399 (32 GB) e R$ 2.599 (64 GB).

Ainda não há previsão de lançamento da Apple TV 4K (2021) ou das AirTags no Brasil.