Durante uma audiência em Oakland, Califórnia, foi revelado que, entre 2007 e 2009, a Apple deletou de iPods músicas baixadas por serviços de música concorrentes.

De acordo com o promotor Patrick Coughlin, usuários que baixaram músicas de outras lojas e tentaram sincronizá-las com o iPod usando o iTunes recebiam uma mensagem de erro. A mensagem dizia que o usuário deveria resetar para as configurações de fábrica — e, quando eles faziam isso, a Apple apagava as faixas durante o processo. Coughlin diz ainda que o mecanismo de erro foi feito pela Apple para “não esclarecer qual era o problema”.

A defesa da Apple, feita pelo diretor de segurança Augustin Farrugia? Ele disse que não era necessário dar uma explicação detalhada aos usuários porque: “Não precisamos dar muitas informações aos usuários, não queremos confundi-los.”

O processo é baseado na queixa de que a Apple teria asfixiado os concorrentes na indústria da música digital, com danos de US$350 milhões. O caso continua, e Eddy Cue e Phil Schiller devem ser ouvidos até o fim desta semana. [WSJ]