Sei o que você deve estar pensando: a inovação deu uma desacelerada na empresa de Cupertino, na Califórnia. Eu concordava com isso, até ver esta notícia. A principal novidade de tecnologia deste verão no hemisfério norte até agora parece ser que a Apple levará a tecnologia do Face ID a outro de seus produtos. A informação mais recente vem do desenvolvedor Steve Troughton-Smith, que descobriu um código do iOS 12 indicando que o iPad receberá o AvatarKit, que não funcionará devidamente sem a câmera TrueDepth, do Face ID — o que significa que devemos ter o Face ID no iPad!

• Os perigos de se usar carregadores e cabos genéricos em iPhones
• É quase certo que teremos novos AirPods — como eles serão?

Lamentamos há anos que algumas das maiores ideias da Apple não foram assim tão grandes. Talvez o melhor exemplo seja a Touch Bar, do MacBook, que eu uso exclusivamente com o propósito de ativar acidentalmente a Siri. Porém, o Face ID no iPhone X talvez seja a tecnologia mais transformadora que a empresa introduziu recentemente.

Claro, a Microsoft já havia instalado uma tecnologia de desbloqueio por reconhecimento facial muito boa e parecida no Windows, mas colocá-la em um dispositivo que você desbloqueia 100 vezes por dia, e fazer isso de maneira que nunca falhe, mudou completamente como as pessoas que compraram o iPhone X usam seus smartphones. É meio difícil imaginar sua vida sem a tecnologia depois que você passa a usá-la. Não tem mais essa de usar senhas chatas — você olha para o seu telefone e, pronto, está liberado.

Essa não é a primeira vez que ouvimos falar disso. Pouco depois de o primeiro beta do iOS 12 ter chegado nas mãos de desenvolvedores no começo de junho, indícios de um novo iPad com Face ID imediatamente surgiram. E, aliás, rumores de um novo tablet já estavam aparecendo mesmo antes da WWDC, embora ele não tenha sido lançado quando previsto.

A essa altura, já vimos indícios suficientes para saber que esse iPad provavelmente está chegando. Melhor que isso, em primeiro lugar, a Apple foi lá e colocou uma tecnologia legitimamente útil no iPhone, ignorando um possível medo que as pessoas poderiam ter da ideia da empresa fazendo uma gravação de seu rosto. Além disso, depois do sucesso do iPhone X e de sua adoção em grande escala, a empresa vai e dá um jeito de colocar sua tecnologia de reconhecimento facial em um dispositivo muito maior.

Isso seria quase certamente a primeira vez que a Apple estreou uma tecnologia no iPhone para, na sequência, levá-la a um outro produto. Só falta você me dizer que o MacBook vai ganhar o Face ID um dia também.

Imagem do topo: Apple