Após cancelar o evento presencial da WWDC e optar pela transmissão online da conferência devido ao surto de coronavírus (COVID-19), a Apple agora anunciou que vai fechar todas as suas lojas fora da China até o dia 27 de março.

Em comunicado assinado por Tim Cook, o CEO da empresa diz que a medida foi tomada com base em aprendizados após o início do surto na China – onde agora todas as lojas já foram reabertas. “Uma das lições é que a maneira mais eficaz de minimizar o risco de transmissão do vírus é reduzir a concentração de pessoas e maximizar a distância social. À medida que as taxas de novas infecções continuam a crescer em outros lugares, estamos tomando medidas adicionais para proteger os membros da nossa equipe e nossos clientes”.



Ainda segundo a empresa, os funcionários não serão afetados pela decisão e continuarão recebendo seu salário normalmente, incluindo aqueles que são pagos por hora. As políticas de afastamento também serão reavaliadas para atender às necessidades de saúde dos funcionários e seus familiares relacionadas ao COVID-19.

[Apple, TechCrunch]