Todo ano, durante a WWDC, é anunciada a obsolescência de algum dispositivo da Apple. Depois de três anos de atualizações, eles são deixados de lado, seja por limites de hardware ou pura obsolescência programada. Desta vez, é diferente: todo dispositivo que roda iOS 8 poderá ser atualizado para o iOS 9.

>>> iOS 9: o sistema móvel da Apple ficou mais esperto

Isso inclui o iPad 2, o Highlander entre os tablets da Apple, que foi lançado em 2011 e – ao contrário do esperado – recebeu o iOS 8.

Isso também inclui o iPhone 4S, também lançado em 2011; e o iPod Touch de quinta geração, que chegou no ano seguinte. A lista completa está na imagem abaixo:

Dispositivos e iOS 9

Além disso, o tamanho da atualização – que motivou até um processo judicial – foi reduzido: agora é necessário 1,8 GB se você receber o arquivo direto no seu iDevice. (Também é possível instalar o sistema usando o iTunes e um computador.) A Apple explica:

O iOS 9 faz ainda mais para levar novas atualizações para o seu dispositivo de forma eficiente, sem ter que primeiro fazer o download e descompactar – o que significa que você não precisa de tanto espaço livre para atualizar. E quando for hora de instalar, você terá novas opções de notificação, que permitem atualizar o dispositivo enquanto você dorme, ou quando você o usar menos.

A Apple promete uma hora adicional de autonomia com a atualização; versões anteriores do iOS tinham problemas em consumir muita bateria, especialmente em aparelhos mais antigos. E um modo de baixa potência pode dar três horas adicionais de autonomia.

Mas o iOS não vai ficar lento em dispositivos mais velhos? Normalmente é isso o que acontece: foi o caso do iOS 8 no iPhone 4S e iPad 2, por exemplo. Bem, a Apple promete que, desta vez, o sistema está mais rápido que antes:

Os apps no iOS 9 agora usam o Metal, usando o processador e chip gráfico de forma mais eficiente para fornecer rolagem mais rápida, animações mais suaves e melhor desempenho global. E-mail, mensagens, páginas da Web e PDFs são renderizados mais rápido. E recursos de multitarefa no iPad são fluidos e naturais.

Claro, alguns recursos são exclusivos para dispositivos mais recentes: o Split View, que coloca apps lado a lado, estará disponível apenas para o iPad Air 2. O Slide Over – que permite abrir outro app deslizando a partir da lateral – e o Picture in Picture – que abre um app por cima do outro – só virão ao iPad Air, Air 2, Mini 2 e Mini 3.

1288385147133268004

Mas estas parecem ser exceções. A Apple não mencionou nenhuma limitação para a Siri mais esperta, a busca renovada do Spotlight, nem para as melhorias do teclado no iPad.

Enquanto isso, no ano passado, o iPhone 4 simplesmente ficou parado no iOS 7; no ano retrasado, foi a vez de abandonar o iPhone 3GS, iPad original e iPod Touch de quarta geração.

O iOS 9 para todos (que hoje usam o iOS 8) é uma mudança bem-vinda, e talvez indique uma era de smartphones e tablets que duram mais do que nunca. Sinais apontam que o Nexus 4, lançado em 2012, poderia receber oficialmente o Android M (apesar de haver quem discorde); enquanto isso, Windows Phones lançados em 2012 serão atualizados para o Windows 10.