Nesta pandemia você que tem um iPhone com recurso de reconhecimento facial já deve ter tido o problema de não conseguir desbloqueá-lo por estar utilizando máscara. O problema pode parecer sem gravidade, mas alguns aplicativos que podem ter o FaceID configurado para login, acabam tendo um erro que impossibilita o usuário de colocar a senha caso o reconhecimento facial falhe. Esse é um ponto que os donos de iPhone reclamaram muito durante a pandemia, mas parece que isso está mudando.

A Apple está testando um recurso que permite o reconhecimento facial do usuário mesmo que ele esteja usando máscara. Para tornar isso possível, o sistema de biometria facial irá analisar uma série de características únicas ao redor dos olhos do usuário, mas terá maior precisão se o reconhecimento sem máscara estiver desativado.

Nem todos os usuários receberão a atualização, que ainda está em versão beta, e, aparentemente, o recurso estará disponível apenas para os iPhones 12 e 13.

A autenticação facial de usuários com máscara não é uma novidade na Apple, já que a empresa adicionou o recurso nos Apple Watches. No entanto, o recurso não funciona de forma tão refinada no relógio inteligente, já que qualquer pessoa de máscara pode desbloquear o Apple Watch, caso esteja próxima ao smartphone do proprietário do dispositivo.

O recurso chega após uma série de pedidos de usuários incomodados em ter que baixar a máscara para desbloquear ou logar em algum aplicativo. Ainda há dúvidas sobre se apenas iPhones mais recentes receberão a atualização ou se no futuro modelos mais antigos também serão atualizados.