A Apple oficializou nesta segunda-feira (07) o iOS 15. O anúncio ocorreu durante a abertura do Worldwide Developers Conference (WWDC) 2021, que por conta da pandemia de Covid-19 mais uma vez foi realizado totalmente online. O novo sistema operacional tem lançamento previsto para o segundo semestre deste ano.

Os principais novos recursos estão centrados na comunicação, especificamente como usamos textos e chamadas de vídeo para ficar em contato com quem está longe. Mas também temos novas ferramentas de notificação projetadas para minimizar a distração. Abaixo, vamos descobrir o que estará no iOS 15 assim que ele chegar aos iPhones.

Mas antes: quais aparelhos vão receber a plataforma?

Aparelhos compatíveis com o iOS 15

É surreal, mas a Apple dará suporte ao iOS 15 para aparelhos mais antigos. Isso inclui os iPhones 6s e 6s Plus, lançados há sete anos (!). Esta é a lista completa de dispositivos que poderão instalar o novo sistema operacional:

  • iPhone 6s
  • iPhone 6s Plus
  • iPhone SE (1ª geração)
  • iPhone 7
  • iPhone 7 Plus
  • iPhone 8
  • iPhone 8 Plus
  • iPhone X
  • iPhone XR
  • iPhone XS
  • iPhone XS Max
  • iPod touch (7ª geração)
  • iPhone 11
  • iPhone 11 Pro
  • iPhone 11 Pro Max
  • iPhone SE (2ª geração)
  • iPhone 12 mini
  • iPhone 12
  • iPhone 12 Pro
  • iPhone 12 Pro Max

FaceTime

A Apple deu o pontapé inicial no WWDC focando no FaceTime. O aplicativo de videoconferência tem sido bastante utilizado durante a pandemia. Sabendo disso, a empresa está adicionando vários novos recursos que tornarão a comunicação muito mais fácil. O principal deles é que a ferramenta poderá ser utilizada em PCs com Windows e smartphones Android por meio de um navegador web. Donos de iPhone poderão criar um link e enviá-lo a usuários dessas outras plataformas.

O FaceTime agora funciona com a versão de som surround da Apple, chamada Spatial Audio (ou Áudio Espacial), que tornará as videochamadas em grupo mais naturais, como parecidas com a vida real. Dois novos recursos de microfone alternam entre o isolamento de voz, que capta sua voz e abafa o ruído ambiente, e amplo espectro, que permite que suas ligações do FaceTime ouçam tudo o que está acontecendo ao seu redor. As ligações agora também suportam o Modo Retrato, então seu fundo fica desfocado.

Outra novidade é a função SharePlay. Quem tem um console PlayStation certamente vai reparar a semelhança, pois é exatamente o que você está pensando: no novo FaceTime, será possível assistir a filmes, ouvir música e compartilhar sua tela com outras pessoas em uma mesma chamada no aplicativo. O recurso é compatível com apps nativos da Apple, como Apple TV e Apple Music, mas também com alguns serviços de terceiros, como HBO Max, TikTok, Disney+, Hulu, Twitch, MasterClass, Paramount+, NBA e ESPN+. Você pode usar o AirPlay para outro dispositivo Apple durante uma chamada, se precisar assistir em uma tela maior.

Mensagens

Não sei você, mas quando as pessoas compartilham fotos, músicas ou links de notícias comigo, a menos que eu lide com eles naquele momento, quase certamente eu esqueço de ler o conteúdo que me foi enviado anteriormente. Foi pensando nisso que a Apple anunciou uma nova opção de compartilhamento no iOS 15 que mostra o que seus amigos enviaram para você em apps específicos da Apple, como Music, Notícias, Fotos, Safari, Podcasts e Apple TV.

Notificações

Se você sempre fica enrolado devido à enxurrada constante de notificações de todos os aplicativos que você usa, o iOS 15 promete mudar esse cenário. Agora, o sistema poderá agrupar notificações em um resumo que será entregue sempre que você decidir que deseja vê-lo. O único app que não será compatível com essa função é o Mensagens.

Um novo recurso chamado Foco permitirá que você escolha entre Não Perturbe, Trabalho e Pessoal. Com Trabalho ou Pessoal habilitado, você verá notificações específicas para esses perfis, além de personalizar quais apps ficam em cada uma dessas categorias. Seu iPhone também avisará seus contatos quando você tiver o Não perturbe ativado no modo Foco, para que saibam que você não está ignorando as mensagens deles de propósito. Ainda assim, esses contatos poderão enviar mensagens caso seja algo importante — você será notificado no dia seguinte.

Fotos

No iOS 15, você poderá usar a câmera do iPhone para digitalizar o texto de uma foto, podendo copiar e colar esse texto em um e-mail, procurar mais informações na imagem ou traduzir o texto em até sete idiomas diferentes (mais línguas devem ser adicionadas gradualmente nos meses após o lançamento do novo sistema). Você também pode pesquisar suas fotos diretamente na tela do Spotlight, e as memórias fotográficas da Apple irão adicionar faixas do Apple Music aos vídeos gerados por inteligência artificial.

Clima e Wallet

Estávamos nos perguntando quando a aquisição do popular aplicativo de clima Dark Sky pela Apple significaria alguma mudança relevante para o app de clima no iOS. Pois eis que agora sabemos: no iOS 15, o app Clima foi redesenhado com dados mais granulares, assim como o Dark Sky. Isso deve deixar a navegação mais intuitiva e a visualização mais agradável.

O Wallet, por sua vez, vai oferecer suporte a chaves digitais de carros e pode ser usado para armazenar sua identidade, tornando seu iPhone ainda mais essencial para sua vida diária. A Apple deu como exemplo o uso da sua identidade para facilitar o embarque em aeroportos. Neste caso, cada aeroporto precisará autorizar o sistema para completar esse tipo de tarefa, então nem todos os lugares podem aceitar a novidade de imediato.

Assine a newsletter do Gizmodo

AirPods e Siri

Há rumores de que a Apple vai revelar novos AirPods este ano, mas se eles existem mesmo, não foi na WWDC 2021 que deram as caras. Em vez disso, a Apple anunciou novos recursos para o software de alguns modelos dos AirPods, incluindo Conversation Boost e suporte para Áudio Espacial ao assistir a conteúdo Dolby Atmos em dispositivos macOS com chip M1 e tvOS.

A Siri também vai ganhar algumas melhorias. Uma das mais significativas é que o processamento passará a ser feito localmente no próprio iPhone, e não mais na nuvem. Isso deve reduzir drasticamente o tempo de resposta entre o que você pergunta e a resposta da assistente. Além disso, ela agora poderá ler suas mensagens de texto em voz alta.