Artemis 1 quebra recorde da Apollo 13 de maior distância da Terra

Nave da missão Artemis 1 viajou mais longe do que qualquer outra espaçonave já projetada para transportar astronautas.
Artemis 1 quebra recorde da Apollo 13 de maior distância da Terra
Imagem: NASA/Divulgação

A missão Artemis 1 atingiu um novo marco no último fim de semana. A espaçonave Orion viajou mais longe do qualquer outra já lançada, ultrapassando a máxima distância da Terra alcançada durante a Apollo 13, em 15 de abril de 1970.

Às 08h42 (horário de Brasília) do último sábado (26), a Orion atingiu a distância de 400.171 quilômetros do nosso planeta natal — batendo um novo recorde. Porém, a nave deverá chegar ainda mais longe, quando ela viajar a 432.194 mil km da Terra na tarde desta segunda-feira (28).

Inicialmente, a azarada missão Apollo 13 não pretendia estabelecer um recorde de distância. Há 52 anos, um curto-circuito seguido de uma explosão em um dos tanques de oxigênio do módulo de serviço fez com que a missão quase terminasse em tragédia. O acidente ocorreu enquanto a nave se aproximava da Lua, o que não permitiu que houvesse um pouso lunar.

Os astronautas James Lovell, Fred Haise e Jack Swigert precisaram usar equipamentos da espaçonave e do módulo lunar de maneiras diferentes do que foram originalmente projetadas, para que eles pudessem ter oxigênio e energia para retornar à Terra.

Diante da emergência, a NASA optou por executar uma manobra de retorno livre, o que fez a nave chegar à maior distância da Terra até então, e usar a gravidade da Lua para conseguir voltar em segurança o mais rápido possível.

Uma curiosidade é que o manequim do tamanho de um astronauta que viaja a bordo da atual Artemis 1 recebeu o nome “Moonikin Campos”, em homenagem a Arturo Campo – o engenheiro elétrico da NASA que conseguiu desenvolver um plano para trazer a Apollo 13 em segurança para a Terra.

O Moonikin Campos está equipado com vários sensores para fornecer dados sobre o que os membros das tripulações das missões futuras poderão experimentar em suas viagens para a Lua.

Atualmente, a Artemis 1 está em uma órbita retrógrada distante ao redor da Lua, onde pretende testar a nave Orion ao longo de uma semana. O objetivo é certificar que ela está pronta para ser usada em futuras missões com astronautas a bordo.

A expectativa é que a Orion retorne à Terra no próximo dia 11 de dezembro, pousando no Oceano Pacífico próximo da costa de San Diego, nos Estados Unidos.

Hemerson Brandão

Hemerson Brandão

Hemerson é jornalista, escreve sobre espaço, tecnologia e, às vezes, sobre outros temas da cultura nerd. Ele também é grande entusiasta de astronomia, interessado em exploração espacial e fã de Star Trek.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas