Embora não cheguem perto da ostentação das construções das Olimpíadas de 2008 em Pequim, China, os estádios e arenas para os Jogos de Londres são adoráveis. Aqui estão alguns dos melhores cenários que você se cansará de ver pelas próximas semanas.



Muito do foco dado às construções para as Olimpíadas de Londres foi no sentido de diminuir os excessos e criar estádios e arenas com materiais recicláveis e princípios verdes. Muitos deles são temporários e para as estruturas permanentes, seis já encontraram usos legados para depois dos Jogos. Com sorte, o Parque Olímpico de Londres evitará o destino de se tornar uma cidade fantasma após as suas poucas semanas de glória.

Estádio Olímpico

Estádio Olímpico.

O principal estádio se parece muito com uma coroa de louros. Seu nível inferior fica na realidade dentro de um buraco no chão que foi criado com a escavação de 800 mil toneladas de areia. O Estádio Olímpico é rodeado por água em três lados, o que significa que os visitantes têm que atravessar pontes para entrar nele. Altas emoções antes mesmo das partidas começarem.

Centro Aquático

Centro Aquático.

Projetado pela arquiteta Zaha Hadid, o Centro Aquático se parece com um iate misturado com um arranha-céu de Dubai. O prédio abriga 17500 espectadores e será palco de todas as competições de nado (incluindo as super disputas entre Michael Phelps e Ryan Lochte).

Velódromo

Velodrómo

Provavelmente a construção mais bonita das Olimpíadas 2012, o Velódromo é uma artisticamente desenhada… batatinha frita. Mas hey, de um jeito positivo! As provas de ciclismo acontecerão dentro, com o sistema de ventilação 100% natural (leia-se SEM AR CONDICIONADO). À parte esse lance de não ter ar condicionado, o Velódromo é amável, e delicioso. Fico impressionado por eles terem feito um só.

Arena de Basquete

Arena de Basquete.

Um prédio temporário que parece mais com um monte de marshmallows amontoados e/ou paredes com revestimento acústico, a arena é feita de 1000 toneladas de aço e é reciclável. O exterior é coberto com 20 mil metros de tecido PVC e será o palco, claro, dos jogos de basquete — será que a nossa seleção, de volta após tantos anos, tem chance de medalha?

Quartel da Artilharia Real

Quartel da Artilharia Real.

Se você sempre quis saber como uma pizza de pepperoni ficaria se tivesse um formato de caixa, o Quartel da Artilharia Real é a resposta. O bom é que esse prédio é temporário.

Arena North Greenwich

Arena North Greenwich.

Mais conhecida como O2 Arena, a “Arena North Greenwich” não foi construída para os Jogos de 2012, mas para as celebrações da virada do milênio há mais de uma década. Mas pelos próximos 16 dias, ela será o lar de ginastas de trampolim e artísticos, bem como dos jogos de basquete e basquete em cadeiras de roda.

Caixa de cobre

Caixa de cobre.

Simples e brilhante, como um centavo. Ou pence. Ou o que quer que os britânicos estejam usando hoje para a moedinha de cobre. Feita para o handball e pentatlo moderno, o telhado da Caixa de Cobre tem 88 furos que puxam luz natural para dentro do prédio.

Estádios de futebol

Estádios de futebol.

Não exatamente uma construção, porque os jogos de futebol serão disputados em seis estádios espalhados pela Inglaterra: Old Trafford, Millenium Stadium, City of Coventry, Wembley, Saint James Park e Hampden Park.

Winbledon

Winbledon.

Dispensa apresentações. Wimbledon será a casa do… tênis. Espera, você estava esperando boliche na grama?

BÔNUS: ArcelorMittal Orbit

Monumento ~estranho.

Não é um local de competições, mas o Orbit é a maior obra de arte na Grã-Bretanha e deve ser o “último legado” das Olimpíadas. Ele parece uma orgia de metal ou um tentáculo circulando uma agulha espacial ou o lugar perfeito para se colocar a tocha Olímpica (embora não seja  o caso). Independentemente do que seja, você provavelmente verá muito essa… esse… essa coisa pelas próximas semanas.