Normalmente a polícia responde a infrações de direitos autorais com um aviso e uma multa. Mas se você for Kim Dotcom, que é acusado de outros crimes além de pirataria, e tiver a ira do FBI contra si, ganha uma invasão mais grandiosa do que aquela que culminou com a morte de Bin Laden. Ela foi filmada.

Enquanto ele e sua família dormiam, vários helicópteros, carros de polícia, cachorros e agentes especiais fortemente armados da Nova Zelândia irromperam em sua casa. Dotcom alega que foi fisicamente agredido e jogado no chão pelos policiais, que por sua vez dizem que o uso da força se fez necessário pois, caso contrário, Dotcom teria destruído evidências e provas. Mas como Dotcom rapidamente argumenta, o FBI já tinha apreendido seu data center — e todas as evidências relacionadas ao Megaupload com ele. Por que, então, essa gigantesca incursão policial? Eles só queriam assustar o fundador do Megaupload? Queriam assustar Swizz Beats (aquele que era-e-depois-não-era-mais CEO da empresa)? Estavam apenas imprimindo a urgência que os colegas norte-americanos tinham?

Uma investigação ainda em andamento determinará se a grande e aparentemente violenta ação policial foi justificada, mas como você pode ver no vídeo acima, o governo da Nova Zelândia tem dúvidas sobre ela, que parecia mais uma caçada a um rei do crime do que a um pirata de MP3. [3 News]