O ator americano Ray Liotta, conhecido pelo clássico filme “Os Bons Companheiros” (1990), morreu aos 67 anos enquanto dormia. Segundo o site Deadline, o ator estava na República Dominicana, onde filmava o filme “Dangerous Waters”. Ainda não há mais informações sobre o que causou a morte, e novas atualizações devem surgir em breve. 

Com uma carreira cinematográfica de mais de quatro décadas, o ator foi descoberto nos anos 1980, após trabalhar na comédia “Totalmente Selvagem” (1986). Em seguida, Ray Liotta engatou papéis em títulos como “Campo dos Sonhos” (1989), “Corinna, Uma Babá Perfeita” (1994), “Operação Dumbo” (1995) e “Cop Land: A Cidade dos Tiras” (1997).

Liotta era muito conhecido por seu papel no clássico “Os Bons Companheiros” de Martin Scorsese, em 1990. No filme, Ray interpretou o gangster Henry Hill. Em 2005, o ator ganhou um Emmy por seu papel de ator convidado no seriado “ER”.

Após dublar a si mesmo em “Bee Movie: A História de uma Abelha” (2007), Liotta passou os anos seguintes mergulhado em filmes de ação e suspense. A série policial “Shades of Blue” (2016-2018), na qual atuou ao lado de Jennifer Lopez, ajudou a trazê-lo de volta aos holofotes.

Suas atuações mais recentes incluem “História de um Casamento” (2019), “Nem um Passo em Falso” (2021) e “Os Muitos Santos de Newark” (2021). 

O ator terminou “Cocaine Bear”, dirigido por Elizabeth Banks, e deveria estrelar o filme “The Substance”, com Demi Moore e Margaret Qualley no elenco. Ray Liotta deixa a filha, Karsen Liotta, e a noiva, Jacy Nittolo, que também estava na República Dominicana.