Aurora boreal interativa em 360º produz imagem impressionante; veja

Fotógrafo alemão captou fotos incríveis do fenômeno astronômico e criou uma imagem panorâmica; registros foram feitos na Islândia
Imagem: 360 Grad Sachsen/Christoph Simon/Reprodução

O fotógrafo alemão Christoph Simon fez registros fantásticos de uma aurora boreal ocorrida em março e criou uma imagem em 360º do fenômeno astronômico. Na foto (que ilustra esta máteria), por exemplo, é possível ver o brilho luminoso no céu, incluindo uma linda trilha de estrelas ao fundo.

O profissional disponibiliza uma visualização da imagem 360º em um site (basta acessar aqui). Você pode usar as setas do teclado ou o mouse para interagir, rolando para baixo e para os lados, e aproveitar o show de luzes verdes, brancas e amarelas no céu.

Simon é um especialista em imagens em 360º. Ele criou a foto panorâmica ao visitar a península de Westfjords, uma região remota do noroeste da Islândia. E ele deu a sorte de presenciar uma aurora boreal.

“A atividade da aurora estava alta e por isso tivemos condições perfeitas por várias horas. Não apenas muito brilhantes, mas também muito coloridas, luzes do norte de cores diferentes apareceram naquela noite”, diz o fotógrafo ao portal PetaPixel.

Como foi feita a imagem panorâmica

A imagem 360º da aurora boreal é o resultado de uma super composição: no total, Simon tirou 834 fotos para montar esse espetáculo. O fotógrafo usou uma Sony Alpha a7R III para fazer os registros, além de uma lente olho de peixe de 8 mm acoplada — o que dá um campo de visão de 90º.

Primeiro, ele tirou quatro fotos cobrindo norte, oeste, sul e leste. Em seguida, fez uma foto do chão. Então, para criar a imagem da trilha estelar, Simon tirou 829 fotos ao longo de uma hora e meia, que depois foram compiladas e unidas em uma única imagem. Assim que o fotógrafo alemão obteve a imagem da trilha estelar e as outras cinco fotos, ele as uniu usando o software PTGui.

“Ao adicionar o brilho das 829 fotos individuais, o céu compilado difere um pouco do panorama básico. Para acertar, costurei o panorama em PTGui e gerei as camadas individuais separadamente. Em seguida, mascarei-os manualmente no Photoshop para criar transições perfeitas”, afirmou Simon ao PetaPixel.

É uma imagem complexa que exige um conhecimento profundo da fotografia 360. Mas os detalhes técnicos não eram o único problema. “Na verdade, um grande desafio era a temperatura ao tirar fotos”, explica ele. Simon conta que a noite estava muito fria, a -15º Celsius.

Simon trabalha como fotógrafo e cinegrafista profissional em 360° há mais de 10 anos. Outro exemplo de imagem panorâmica publicado em sua página no Facebook:

Ostdeutschlands höchste Achterbahn, der Big Dipper Coaster "Dynamit" im Freizeitpark Plohn, aus spektakulärer…

Posted by 360 Grad Sachsen on Friday, June 24, 2022

Você pode encontrar mais do trabalho do alemão em seu site e no Facebook.

Assine a newsletter do Gizmodo

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas