Beyoncé iniciou a nova era da carreira nesta nesta terça-feira (21) com o tão aguardado single “Break My Soul”. A primeira faixa do álbum “Renaissance” chegou nas plataformas digitais depois de seis anos do último lançamento icônico da cantora, “Lemonade”, de 2016.

A canção chega numa pegada mais pop dançante. “Break My Soul” começa com uma batida eletrônica, uma lembrança direta à febre da dance music dos anos 2000. Nas redes sociais, muitas pessoas comentaram que a canção representa uma nostalgia em relação a músicas que nasceram antes do boom do TikTok.

O lançamento é uma canção ambientada na house music e conta com arranjos de piano, configurando uma nova orientação nesta nova fase musical da artista. Assista ao lyric video:

E para anunciar a chegada de “Break My Soul”, Beyoncé fez de uma forma diferente. A cantora alterou a biografia das redes sociais para o texto “6. BREAK MY SOUL midnight ET”. Com isso, a artista quis indicar que esta deve ser a sexta música do sétimo álbum da carreira, e que a canção estaria disponível a partir de meia-noite no horário da costa leste dos Estados Unidos. 

Na semana passada, depois de apagar as fotos de seus perfis nas redes sociais, Beyoncé anunciou que “Renaissance” chegará no próximo mês. Na divulgação, ela ainda incluiu “Act I”, o que indica que a cantora deve dividir o lançamento em algumas partes. Bey ainda segue sem dar detalhes do projeto, que está previsto para chegar ao mercado em 29 de julho.

Como o título do álbum já entrega “Renaissance”, que significa “renascimento” em tradução para o português, representa a vontade da cantora de recomeçar sua carreira após alguns anos mais focada nos filhos Blue Ivy, Sir e Rumi — todos frutos do casamento com Jay-Z —, e iniciar uma nova era como diva pop.  

O projeto é o primeiro após o aclamado álbum “Lemonade”, lançado pela cantora em 2016. Ele também marca o retorno ao trabalho solo, já que em 2018 Beyoncé saiu em turnê com o marido.

Vale destacar que, em grandes serviços de streaming como Spotify e Apple Music, a música “Break My Soul” apareceu inicialmente apenas no Tidal – o serviço de streaming co-propriedade do marido de Beyoncé, Jay-Z – três horas antes do horário de lançamento anunciado à meia-noite ET, e no Vevo. A canção chegou no YouTube cerca de uma hora depois. 

Beyoncé já agiu assim antes: seu álbum “Lemonade” de 2016 ficou disponível apenas no Tidal por três anos, um movimento que provavelmente custou milhões em royalties de streaming.