Bill Gates tem grandes esperanças para a moeda digital como uma importante ferramenta bancária para os pobres. Mas o Bitcoin não é uma dessas moedas, diz ele em uma sessão AMA do Reddit – pelo menos não na sua forma atual.

>>> Os argumentos a favor e contra o Bitcoin

Gates exaltou o valor da moeda digital em seu AMA no ano passado: bancos consideram que não vale a pena colocar agências em áreas onde os valores armazenados e transferidos são muito pequenos, então muitas pessoas pobres nos países em desenvolvimento não têm acesso a serviços bancários tradicionais.

Isso deixa os pobres em uma enorme desvantagem quando se trata de trocar, guardar e acessar dinheiro. Mas o mobile banking não custa quase nada para processar, então vale a pena para os bancos fornecer esse serviço. Isso significa que o dinheiro digital oferece uma oportunidade para o mobile banking. Por isso a Bill and Melinda Gates Foundation é uma entusiasta dessa solução.

E por que não o Bitcoin? O filantropo bilionário diz que esta é “uma nova tecnologia empolgante”, mas não acha que seja uma ferramenta muito boa para facilitar transações bancárias nos mercados emergentes, porque a moeda é anônima e muito volátil:

Nós não usamos o Bitcoin especificamente por duas razões. Uma delas é que os pobres não devem ter uma moeda cujo valor sobe e desce muito em comparação com a sua moeda local. O segundo é que, se for cometido um erro quando você paga, você precisa ser capaz de reverter a transação, então o anonimato não iria funcionar.

Não quer dizer que a Microsoft seja contra o Bitcoin: desde dezembro, a empresa aceita a criptomoeda como pagamento para jogos do Xbox, apps da Loja do Windows e conteúdo da Xbox Music e Xbox Video.

O Bitcoin tem sido apontado como uma ferramenta potencialmente revolucionária para os pobres, e é provável que as observações de Gates irritem a comunidade. Mas ele destacou como uma moeda digital local, como o M-pesa no Quênia, pode ser mais útil:

A fundação está envolvida em dinheiro digital, mas ao contrário de Bitcoin, ele não é anônimo. No Quênia, o M-pesa é usado em quase metade de todas as transações. O dinheiro digital tem custos baixos de transação, o que é ótimo para os pobres, porque eles precisam fazer transações financeiras com pequenas quantias de dinheiro. Ao longo dos próximos 5 anos, eu acho que o dinheiro digital vai pegar na Índia e partes da África e ajudar muito os mais pobres.

O M-pesa (M é “móvel”, pesa é “dinheiro” no idioma swahili) foi lançado no Quênia em 2007 pela operadora de celular Vodafone. Ele permite receber e transferir dinheiro usando apenas um celular simples. Para depositar ou sacar dinheiro, basta ir em um agente autorizado.

São 15 milhões de usuários no Quênia. Nos últimos anos, o serviço se expandiu para o Afeganistão, África do Sul, Índia, Leste Europeu e outros lugares. [Reddit]