A Black Friday 2021 está chegando! Marcada sempre para última sexta-feira do mês de novembro, a data já é bastante esperada no mundo todo e este ano acontecerá no dia 26/11. As lojas já estão em contagem regressiva para o grande dia.

Em 2020, as vendas da Black Friday ultrapassaram R$ 5,1 bilhões, um crescimento de 31% em comparação a 2019, segundo dados da Neotrust/Compre&Confie.

De acordo com uma pesquisa feita pela startup Méliuz em setembro, 71% das pessoas entrevistadas pretendem ir às compras durante a data. Entretanto, diferente de 2020, onde boa parte dos entrevistados pretendia comprar itens de necessidade, em 2021, mais da metade das pessoas declarou que esperam comprar itens de desejo.

Um fator importante desta Black Friday é que ela poderá ser a mais digital de todos os tempos, tudo isso devido ao momento em que o mundo vive em meio a pandemia de covid-19.

No ano passado, as compras já foram dessa forma, mas tudo indica que esse ano, mesmo com o avanço das vacinas, as pessoas não abrirão mão dos serviços online — que ganharam a confiança da população.

No Brasil desde 2010, A Black Friday é um evento tipicamente americano, mas já caiu no gosto dos lojistas e dos consumidores brasileiros. Prova disso é que hoje é a segunda data que mais movimenta o comércio nacional.

Segundo a pesquisa, 60,9% dos entrevistados já fizeram alguma compra nas edições dos anos anteriores e ficaram muito satisfeitos e 17,3% das pessoas disseram ser uma ótima oportunidade para antecipar as compras de fim de ano.

25% dos entrevistados ainda não decidiram se vão ou não aproveitar a data, os principais motivos para a dúvida são por não saber se de fato compensa e pela situação financeira, que está bem complicada para grande parte da população.

Ainda segundo a pesquisa, apenas 2,9% dos entrevistados disseram que não comprarão na Black Friday, os dois principais motivos são: situação financeira ruim e, porque não acreditam nas promoções.

Apesar de faltar um pouco mais de um mês, as pessoas já têm uma ideia do que querem comprar. Entre os produtos mais procurados estão eletrodomésticos e eletroportáteis, movéis para casa, calçados, smartphones e roupas.

Para os consumidores, existem alguns pilares importantes para essas compras: economia, benefícios e frete grátis.

60,7% dos entrevistados buscam o menor preço na hora de escolher o produto. Outros 13,4% aproveitam incentivos como cashback e cupons de desconto para aproveitarem a data da melhor forma. E, por último, e não menos importante, cerca de 12,6% das pessoas consideram o frete grátis o fator decisivo para efetivar a compra.

Assine a newsletter do Gizmodo

Para quem já está ansioso para fazer as comprar e economizar, falta pouco. Vale lembrar que algumas lojas e lugares fazem um “esquenta” da data durante todo mês de novembro, oferecendo desconto e cupons que podem ser usados no dia da ação — manda mimos.

Independentemente do tipo ou do tamanho do negócio, a Black Friday é um evento que promete movimentar as vendas pelo comércio do Brasil afora.