O USB Implementers Forum (USB-IF) revelou nesta terça-feira (25) uma atualização que aumenta o limite de transferência de potência via cabos USB-C para até 240 watts. Para efeito de comparação, isso é mais que o dobro do limite atual, que é de 100 watts.

O USB-IF lançou recentemente a revisão 2.1 do padrão USB Tipo C e as especificações dos cabos compatíveis com o formato. Com a nova taxa de potência, a expectativa é que futuros dispositivos, como smartphones e notebooks, possam ser recarregados mais rapidamente e sem a necessidade de um adaptador gigantesco entre as duas pontas do cabo.

Especificamente, o USB-IF chama a novidade de “Extended Power Range” (EPR), e as fabricantes precisarão cumprir alguns requisitos para utilizar o formato. O principal deles é que o cabo terá de suportar 5 A (cinco amperes) de potência de até 48 volts (5×48 = 240). Outra exigência é a inclusão de um capacitor de amortecimento em cada extremidade do cabo para evitar que ele contenha energia quando for desconectado do dispositivo.

Além disso, todos os acessórios deverão conter uma marcação eletrônica e um indicador para comprovar que são cabos EPR. Por fim, os produtos deverão ser compatíveis com aparelhos já existentes que fazem uso do USB Power Delivery (USB-PD).

Cabos atuais não serão atualizados

Quem quiser aproveitar as vantagens dos novos recursos do USB-PD vai precisar adquirir novos cabos, quando estes estiverem disponíveis para compra. Ou, em segundo caso, esperar até que as empresas incluam o acessório nas caixas de futuros produtos, uma vez que os acessórios USB-PD atuais suportam no máximo 100 watts de potência.

Assine a newsletter do Gizmodo

Mesmo com um novo limite de 240 watts, dispositivos maiores que exigem mais energia para carregar ainda vão precisar de um adaptador gigante. Por exemplo, o EPR não deve chegar a notebooks gamer mais parrudos porque a capacidade não é suficiente para manter o aparelho ligado em segurança apenas por um cabo USB-C. Em contrapartida, laptops a partir de 16 polegadas, impressoras e monitores maiores que fazem uso mínimo de 90 watts para funcionar estarão na lista de principais beneficiados.

A previsão é que os primeiros cabos USB-C no padrão EPR comecem ser vendidos no fim de 2021. Enquanto isso não acontece, cabos no formato atual SPR (Standard Power Range) de 5 A estão em processo de descontinuação.