Cientistas brasileiros descobriram uma nova família de pterossauros que viveram nas terras que hoje formam o nosso país há milhões de anos.

Os pterossauros são como primos dos dinossauros – eles viveram na mesma época, mas não eram da mesma espécie. A família brasileira – chamada Caiuajara dobruskii – viveu há 80 milhões de anos. Os pesquisadores da Universidade do Contestado, em MAFRA, e do Museu Nacional da URFJ, descreveram a espécie para a revista científica PloS One.

O impressionante é que eles encontraram 47 desses pterossauros que viveram no mesmo sítio. Segundo a Folha, isso pode indicar que eles eram bastante sociáveis, já que é bem incomum encontrar tantos fósseis de uma mesma espécie em um mesmo local.

A descoberta dos fósseis não é nem um pouco recente. Na verdade, os restos dos pterossauros foram encontrados na década de 1970 por um lavradro e seu filho na cidade de Cruzeiro do Oeste, no estado do Paraná. Eles foram deixados de lado até 2011, quando pesquisadores da Universidade do Contestado encontraram e decidiram estudar os fósseis. [Folha]

pterossauro2

Concepção artística do Caiuajara dobruskii, por Maurilio Oliveira/Museu Nacional UFRJ