Entre imagens com humor extremamente duvidoso, cachorros esfolados, revolta artificial virtual e um monte de conversas paralelas que você não faz ideia do que seja, o Facebook ainda pode ser usado para coisas mais… úteis. Exemplo disso é a recente publicação de imagens de veículos da CET fazendo todo e qualquer tipo de barbeiragem por aí. E milhares de pessoas compartilharam, curtiram, deram RT, ficaram revoltadas e listaram de volta.

A matéria da Folha, por exemplo, tem 12 mil curtidas. Mas é só entrar no Facebook e fuçar um pouquinho para encontrar algum amigo ou parente compartilhando as imagens. E isso é, finalmente, bom! Agentes da CET usando celular enquanto dirigem, parando em faixa exclusiva para idosos ou deficientes ou na faixa de pedestres é um absurdo que não deveria ser tolerado da forma que toleramos.

E aí entra o tal poder das redes sociais: ao vocalizar a revolta de muita gente ao mesmo tempo, cria-se um ruído, um barulho (ainda pequeno) de pessoas que não aceitam a situação. À Folha, a CET disse que seus funcionários devem seguir as regras de trânsito blá blá blá blá. Mas pode ter certeza de que boa parte dos funcionários da Companhia de Engenharia de Tráfego ficará bem mais esperta na hora de cometer alguns absurdos por aí. [Folha]