ChatGPT e Copilot forçam Microsoft a encerrar app Cortana

Com foco em inteligência artificial, Microsoft deve encerrar atividades da Cortana até o final do ano; assistente virtual foi lançada em 2014

Até o final do ano, daremos adeus à assistente virtual do Windows: a Cortana será removida do sistema nos próximos meses. De acordo com a Microsoft, o objetivo é dar espaço para sua nova inteligência artificial, o Windows Copilot, que promete entregar melhor desempenho e mais funcionalidades do que a antecessora.

A Microsoft anunciou a novidade no final de maio, durante o evento Build. A ferramenta estará disponível em breve para o Windows 11. O Copilot é baseado no sistema GPT-4, da OpenAI, o mesmo usado no chatbot Bing e no ChatGPT.

A gigante da tecnologia pretende interromper em breve o suporte oficial da Cortana no Windows como um aplicativo independente, embora ela ainda funcione vinculada a outras soluções. Ou seja, o recurso ainda existirá, mas com funções limitadas. As informações são do site Windows Central.

A Cortana estreou como uma assistente de voz para dispositivos móveis Windows em 2014, e depois se tornou parte também nos computadores da marca. Inicialmente, era para ser a resposta da Microsoft à Siri, da Apple. O projeto foi um dos pioneiros nesse sentido, surgindo antes da Alexa, da Amazon, e da Bixby, da Samsung. Porém, a Cortana nunca chegou aos pés das principais concorrentes.

Ao longo do tempo, a Microsoft apostou menos na plataforma, até que descontinuou seus aplicativos para Android e iOS em 2021. No Windows, a Cortana passou de assistente digital integrada para aplicativo para computadores. Agora, o app também deixará de existir.

Microsoft aposta cada vez mais em IA

No anúncio, a Microsoft ressaltou que os usuários continuarão tendo acesso a “funcionalidades poderosas de produtividade no Windows e no Edge, que aumentaram as capacidades de inteligência artificial”. A companhia lançou recentemente a ferramenta Microsoft 365 Copilot, por exemplo, que permite criar conteúdo em aplicativos do Office com comandos baseados em texto.

Na Build, conferência de desenvolvedores da empresa, foi revelado que a Microsoft está integrando fortemente a IA ao Windows. O Copilot é uma parte fundamental desse esforço.

O recurso poderá ser localizado na barra de tarefas e terá a inteligência artificial como aliada para fazer diversas funções. Isso inclui atender comandos de voz, resumir conteúdos e documentos, reescrever textos, fazer perguntas, ajustar as configurações do seu computador, editar fotos, entre outras possibilidades.

Assine a newsletter do Gizmodo

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas