Pesquisadores chineses dizem que disparar uma bala de diamante bem pequena, com poucos milímetros, em um bloco de metano a 1.000km/s (ou 3.600.000 km/h) poderia gerar calor o suficiente para gerar fusão nuclear. A fusão nuclear, obviamente, é o fugidio Santo Graal da energia limpa que poderia mover nosso mundo de forma sustentável no futuro. Só não vá errar o bloco de metano! 

De acordo com simulações em computador, o impacto inicial da bala de diamante seria de 4 petawatts, dos quais 80% se dissipariam imediatamente. O que resta, no entanto, já basta para aquecer as coisas para a fusão, dizem os cientistas. 

Neste estágio, obviamente, tudo isto ainda é hipotético, mas já serviu para comprovar uma coisa bem empiricamente: DIAMANTES + PROJÉTEIS + 3,6 MILHÕES DE QUILÔMETROS POR HORA = notícia científica mais legal do dia. [PopSci; imagem via]