Pesquisadores do Canadá criaram uma ferramenta de fácil acesso para pessoas preocupadas com a possibilidade de declínio cognitivo à medida que envelhecem. A calculadora online deve estimar o risco geral de demência para uma pessoa de 55 anos ou mais e é baseada em pesquisas publicadas este mês.

Demência é um termo amplo para muitas condições, ligadas pela perda de funções cognitivas, como a memória. Acredita-se que a forma mais comum, a doença de Alzheimer, afete 50 milhões de indivíduos em todo o mundo. Ela geralmente não tem cura depois que os sintomas começam e pode levar à morte. Nosso risco aumenta à medida que envelhecemos, embora existam algumas formas diretamente ligadas a mutações genéticas hereditárias, que podem ocorrer ao longo da vida. Mas os médicos suspeitam que existem muitos aspectos controláveis que influenciam o processo de adoecimento, como alimentação, prática de atividades físicas e uso de álcool.

Esta nova pesquisa, liderada por cientistas da Universidade de Ottawa, baseia-se nesses estudos anteriores, tentando criar um algoritmo preditivo para o risco de demência de curto prazo na população em geral. Ele foi criado através do estudo das respostas de 50 mil habitantes de Ontário, Canadá, com 55 anos ou mais, que fizeram parte de um estudo populacional de longo prazo no qual responderam a perguntas básicas sobre sua saúde e estilo de vida. Seus registros médicos foram rastreados após sua participação no estudo, o que significa que os pesquisadores puderam dizer quantos foram diagnosticados com demência nos cinco anos seguintes. Eles compararam as pessoas com demência àquelas sem para ver quais fatores de risco pareciam ser mais preditivos e colocaram todas essas informações no algoritmo. Em seguida, eles testaram seus cálculos em outra amostra de 25 mil pessoas e descobriram que geralmente eram precisos na previsão do risco.

As descobertas do estudo foram publicadas no fim de semana no Journal of Epidemiology and Community Health, e a calculadora pode ser acessada no site do Project Big Life. O site também contém ferramentas semelhantes para estimar a expectativa de vida e o risco de doenças cardíacas.

Entre outras coisas, o breve questionário usado para a calculadora de demência pergunta sobre fatores de risco suspeitos, como histórico de tabagismo, nível de atividade física e outras doenças crônicas. Em seguida, mostra um número de 1 a 100, estimando o risco de demência nos próximos cinco anos, e fornece uma lista dos três principais fatores de risco modificáveis ​​e possíveis formas de alterá-los, juntamente com links para outras informações relevantes.

Assine a newsletter do Gizmodo

Embora seja baseada em evidências científicas, esta calculadora (e, na verdade, qualquer algoritmo preditivo) não deve ser interpretada como certeira. Na melhor das hipóteses, pode fornecer uma noção aproximada do risco geral de demência, não uma previsão definitiva, e é mais preciso para a pessoa sem outros fatores de risco ocultos, como histórico familiar ou genética. De fato, os autores alertam em seu FAQ que o modelo simplesmente não tem como levar a genética em consideração, uma vez que os dados da pesquisa não tinham essa informação disponível. As pessoas preocupadas com os resultados devem conversar com um médico.