E aqueles físicos irritantes ainda nos diziam que sabres de luz eram impossíveis. Irado, é o que eu tenho a dizer, i-rado. E digo isto porque cientistas escoceses criaram um dispositivo em miniatura que ataca células cancerosas individuais usando um cilindro de luz. Um sabre de dois milímetros de luz, ou um sabre de luz, se você preferir. A enorme precisão (nem precisa de poderes da Força!) permitirá que médicos apliquem medicamentos exatamente onde são necessários; uma outra alternativa é ele ser usado após um tumor ser removido para garantir que a área ao redor está verdadeiramente livre do câncer. Aparentemente, o dispositivo será muito útil para os cânceres mais difíceis de se alcançar, como o de pâncreas.

No entanto, assim como toda invenção médica, existem muitos testes e experimentos a se fazer e este sabre de luz combatente de câncer não é exceção. Ainda assim, ao ouvir o inventor descrever esta coisa você não conseguirá conter a sua empolgação.

 

“Nós podemos usar lasers para perfurar minúsculos orifícios exatamente onde os queremos”, diz o Dr. Frank Gunn Moore. “Nós podemos gerar um bastão de luz – às vezes descrito como uma espada – capaz até mesmo de contornar os objetos. De fato isto parece ser ficção científica”.

 

O bom doutor não planeja parar só no câncer. Outras doenças, tais como Alzheimer, são alvos em potencial também. Mas que beleza! [Herald SunValeu, Yash!]