“Você precisa de um pouco de antraz” provavelmente não é o diagnóstico que você quer ouvir do seu médico, mas se uma equipe de cientistas do MIT estiver no caminho certo, é exatamente isso o que acontecerá.

Os pesquisadores do MIT estavam sentados tranquilamente em uma tarde quando começaram a se perguntar o que aconteceria se usassem uma bactérias do antraz para entregar drogas de anticorpos para células (afinal, pensar sobre a eficácia do uso de drogas de extermínio em massa para curar pessoas é algo totalmente normal de se fazer).



Mas por que o antraz? “A toxina do antraz é profissional na entrega de grandes enzimas nas células”, explica Bradley Pentelute, um dos pesquisadores envolvidos no projeto. “Nos perguntamos se poderíamos tornar a toxina do antraz não-tóxica, e então usá-la como uma plataforma para entregar drogas de anticorpos em células.” Em um artigo científico, a equipe de Pentelute mostrou como usar versões inofensivas da toxina do antraz para levar duas proteínas para dentro de células – e, ao chegarem ao seu destino, essas proteínas conseguem matar células cancerígenas.

A abordagem dos cientistas soluciona um sério dilema médico: medicamentos de anticorpos já foram desenvolvidos, mas levá-los às células certas é complicado – a não ser, claro, se você puder usar armas de destruição em massa para facilitar no transporte.

A técnica está sendo testada em camundongos, e aplicações em humanos devem ser testadas no futuro. [MIT]