Para celebrar o 25º aniversário da franquia, a Pokémon Company está lançando produtos em edição limitada, além de fazer parcerias com artistas como Mac Miller e Katy Perry para músicas-tema comemorativas. Katy Perry lançou “Electric”, que será a primeira faixa do álbum “Pokémon 25”.

No clipe de “Electric”, Katy e seu Pikachu vagam por uma floresta havaiana até chegarem a uma costa onde veem um enorme farol que os lembra de momentos juntos. Eles sobem até o topo da torre e são transportados para memórias de quando a artista ainda não era famosa e Pikachu era apenas um Pichu (primeiro estágio da evolução do Pikachu).

Embora Katy e seu Pikachu saibam o que o futuro reserva para eles, suas versões mais jovens não fazem ideia de tudo o que está para acontecer, e, enquanto a jovem artista já se sente confortável cantando em público, o clipe de “Electric” é todo sobre a artista mais velha dando um empurrãozinho nela mesma.

As versões jovens vagam pela cidade sem saber que estão sendo seguidas, enquanto seus eus do futuro trabalham nas sombras para convencê-los a participar de um show de talentos. A fagulha de esperança que Katy nutre em seu eu do passado é representada no presente pelo farol que se acende repetidamente. E tudo se encaixa no tema elétrico do vídeo.

Apesar de os únicos pokémons no clipe serem Pikachu e Pichu, a presença de um farol e uma das roupas de Katy parecem acenos pouco sutis para um ponto-chave da trama da segunda geração de jogos Pokémon.

Quando você viaja pela primeira vez para a cidade de Olivine, da região de Johto, em “Pokémon Gold”, “Pokémon Silver” e “Pokémon Crystal”, não há como lutar contra Jasmine, a líder do ginásio — porque ela deixou seu posto temporariamente para lidar com um problema de mau funcionamento do farol local. Olivine, por estar perto do oceano, conta com o enorme Farol Glitter para ajudar os navios a navegarem pelas águas costeiras. Mas por este ser o mundo Pokémon, o farol de Olivine é alimentado por um Ampharos, um pokémon do tipo elétrico cuja cauda emite flashes de luz cegantes.

Assine a newsletter do Gizmodo

Tanto nos jogos quanto na animação, Jasmine só concorda em lutar depois que seu Ampharos é curado e, embora esse pókemon específico não apareça no videoclipe, definitivamente parece que o diretor Carlos López Estrada manteve Jasmine e a história de Ampharos em mente. Mas nós entendemos: embora um show de luzes Ampharos seria uma bela cena, o Pikachu é bem mais famoso.

Da próxima vez que você ouvir “Electric”, há uma boa chance de você reconhecer que, embora sejam os rostos de Pikachu e Katy Perry no vídeo, é o legado de Jasmine e Ampharos que o torna realmente especial.