Hoje a organização da Campus Party reuniu os jornalistas para anunciar os últimos detalhes do evento que começa na próxima segunda e promete ser melhor que os anos anteriores. Para começar ele será no Anhembi, maior centro de exposições de São Paulo, que é um lugar melhor e de mais fácil acesso, especialmente para quem é de fora. A segurança será reforçada e os 5 mil campuseiros esperados terão uma velocidade de 20 Gbps para baixar livros do Paulo Coelho no Pirate Bay. E, entre uma partida de qualquer coisa e outra, acompanhar algumas palestras e debates potencialmente bem interessantes.

Entre os palestrantes há uma vertente e-política bastante forte: estarão lá Charles Lencher, do Occupy Wall Street, Olmo Gálvez da AcampadaSol (um #occupy espanhol mais organizado) e a blogueira Leila Nachawati que participou do movimento popular na Síria. Na parte de conteúdo, além de clássicos nacionais como Jovem Nerd e PC Siqueira teremos a presença de Nick Denton, CEO da Gawker (fundadora da rede de blogs que engloba o Gizmodo, Kotaku, Jalopnik, entre outros). Fãs de Game of Thrones vão querer ver Vince Gerardis, produtor da série da HBO e fãs de Angry Birds (e pessoas interessadas em ficar milionários com aves em geral) devem se interessar pela palestra de Julien Fourgeaud, diretor de produtos da Rovio. Na parte mais científica da coisa, teremos Alex Bellos, autor do interessante Alex no País dos números, Michio Kaku, co-criador da teoria de campos de corda e John Klensin, professor do MIT que participou do grupo que criou o protocolo FTP em 1969.

Além das palestras, workshops, discussões e campeonatos de jogos aleatórios há um foco bastante grande no empreendedorismo, com concursos de startups e assessoria do Sebrae. A organização também prometeu solucionar alguns problemas das edições anteriores, como segurança, queda de luz e filas — a distribuição das credenciais deve começar já no fim de semana.

Ah, sim, nós estaremos lá. Não apenas cobrindo, mas participando de debates. Na quarta (dia 8), às 11h15, eu subo ao Palco Social Media para dar pitacos na discussão bacanamente intitulada O fim da blogosfera moleque?, junto de figurinhas tarimbadas dos intertubos brasileiros: Carlos Merigo (do Brainstorm9), Thiago Mobilon, chefão do Tecnoblog e as desbravadoras de internet Cora Ronái e Clara Averbuck. A mediação é do grande chapa Alexandre Inagaki. A gente vai discutir a profissionalização dos blogs entre várias coisas polêmicas. Quem não estiver lá poderá ver o debate por streaming, em endereço a ser definido (avisaremos vocês).

A programação completa, com as partes abertas ao público (a organização espera 200 mil pessoas) está disponível aqui. Para quem vai à CP, qual a expectativa? O que querem ver mais? [Campus Party]