Hoje em dia é comum encontrar personagens femininas com destaque em todos os setores, inclusive nos videogames. Mas você sabe quando, como e qual foi o primeiro game com protagonista feminina?

Para responder essa pergunta um grupo de historiadores de games fez uma longa busca de uma década até encontrar a criadora, o game e a personagem. Tudo revelado pelo site especializado Game Rant.

1ª personagem feminina foi criada por uma mulher

Após passar 40 anos longe dos holofotes, historiadores encontram Van Mai, a programadora responsável por criar o jogo “Wabbit”, que posteriormente passaria a ser conhecido como o primeiro a ter uma mulher protagonista.

“Wabbit” era da agora extinta empresa de videogames Apollo, e após inúmeras pesquisas descobriram que de fato, o game foi o primeiro a ter uma personagem feminina jogável e protagonista. Isso em 1982!

A criadora

A responsável por criar jogo foi Van Mai. Nascida no Vietnã, Mai se mudou ainda na adolescência para os Estados Unidos logo após o final da guerra em seu país.

A garota então conhecida como Van Tran foi parar na cidade de Dallas. Após largar a escola por causa da língua, decidiu se inscrever num curso de computação e, mesmo sem ter aproveitado muito as aulas, Van achou sua área.

Alguns anos depois, ela trabalhou em algumas empresas como programadora, mas se deparou com um anúncio da empresa Games By Apollo, que buscava alguém para criar jogos para o Atari. Era o início de algo que entraria para a história.

A criação

Após surpreender os contratantes na entrevista, Van entrou para a empresa, que recebia diariamente centenas de cartas com sugestões de jogos. As ideias parecidas: um homem que cuidasse e protegesse uma plantação.

Ao saber que a empresa cogitava criar um jogo nessa linha, Van Mai sugeriu que no lugar de um homem, o jogo trouxesse uma mulher. Com o OK da empresa, ela criou e batizou a primeira personagem feminina de Billie Sue.

 

Único jogo criado

Sem prever nada, Van Mai fazia história ao criar a pequena Billie Sue e o “Wabbit”. Lançado o primeiro jogo, Van Mai já trabalhava na criação de outro jogo, quando a Apollo declarou falência para sua surpresa. Ela e outros funcionários da Apollo foram parar na MicroGraphic Image.

Na nova empresa, ela ficou encarregada de fazer uma porta Atari 5200 (reconhecidamente, um dos consoles de jogos mais obscuros ) para o jogo de arcade “Solar Fox”. No entanto, deixou a empresa logo depois, e o game nunca foi concluído. Van Mai entrou para história, mas saiu dos holofotes do mundo gamer.

Leia também: “Drible”: jogo inspirado no Wordle faz sucesso entre fãs de futebol.