Leia isso já pensando na frase “não tente fazer isso em casa”, mas há um modo seguro e sem dor de mergulhar a mão em nitrogênio líquido. O segredo? O efeito Leidenfrost, que cria por alguns instantes um escudo de camada de bolhasem sua mão que aguenta temperaturas de -320º F.

O corajoso reporter Theodore Gray, da PopSci, confia na ciência e testou o fenômeno com sua própria mão, retirando-a sem um derretimento de pele. Com sua mão enfiada na gélida jarra por um mísero segundo, Gray disse que ele “mal podia sentir o frio”. O princípio que impediu que ele perdesse sua mão é o mesmo de quando gotas de água caem numa frigideira pelando – em vez de evaporarem imediatamente, elas saltam em uma fina camada de vapor. E quando você coloca sua mão no nitrogênio gélido – bum! – cria-se uma camada instantânea de gás que a protege. Só não se esqueça de tirar a mão tão rápido quanto você colocou-a, porque essas bolhas não duram muito, e congelamento de membros não é nada divertido.

Gray diz que o efeito Leidenfrost (batizado pelo doutor alemão Johann Gottlob Leidenfrost) deve, em teoria, proteger sua mão em um balde de chumbo derretido também. Mas tudo bem, nós não vamos crucificá-lo por não aceitar esse segundo teste. [PopSci]