Querido Lifehacker,
Estou indo para casa nas festas de fim de ano e meus pais têm uma conexão bem lenta. Você tem algumas dicas para que eu possa trabalhar decentemente mesmo quando tudo estiver mais lento que uma tartaruga?

Atenciosamente,
Conexão Complicada.

Separe o trabalho mais pesado e adie-o

Antes de começar a mexer no seu navegador e computador, é uma boa ideia fazer um balanço do trabalho que você tem a fazer e dividi-lo em duas categorias. O GigaOM explica:

Divida as suas tarefas em pesada e leves. Avalie as suas tarefas rotineiras na web e veja quais você pode desempenhar com uma conexão lenta e quais exigem uma mais rápida e confiável. Isso é especialmente importante se o seu provedor de Internet cobra de acordo com o consumo de banda em vez de tempo gasto. Aliza Sherman recomendou algo parecido em um post antigo, para ajudá-la a trabalhar com os limites de banda.

Essa dica é particularmente útil se você sabe que ficará preso em uma conexão lenta, mas mesmo que seja pego de surpresa, dá para reorganizar prioridades rapidamente. Se você tiver tarefas que exigem uma boa conexão e não podem esperar, pode delegá-las a alguém se puder — e, por que não, se ofereça para pegar algumas tarefas que não exijam tanta velocidade desses colegas de trabalho em troca da ajuda.

Ajuste o seu navegador para conexões lentas

É bem provável que o seu navegador não seja feito exatamente para conexões lentas. Assim, recomendamos que você pegue um segundo navegador para que possa ajustá-lo ao trabalho mais… vagaroso. O Opera é uma ótima opção, porque ele tem aquele Modo Turbo que otimiza as páginas para carregarem mais rápido. Independentemente da sua escolha, existem alguns ajustes bacanas para acelerar a navegação web, como:

Com essas pequenas melhorias, você notará que as coisas ficarão um pouco mais rápidas e você não terá que esperar tanto para que as páginas carreguem.

Use versões mobile, HTML ou outras mais simples dos sites

Facebook mobileAtualmente muitos sites carregam páginas pesadas. Quando você está em uma conexão normal, isso não chega a ser um problema de fato. Mas se a velocidade estiver limitada, este excesso pode ser bastante prejudicial. Alguns oferecem alternativas peso-pena. O Gmail, por exemplo, tem uma versão HTML bem útil que remove vários scripts que rodam de baixo do capô para carregar o email mais rapidamente.

Você também pode ver se um site tem uma versão móvel específica para smartphones. A maioria dos sites mobile só carrega se você estiver em um smartphone de verdade, então você terá que mudar o user agent do navegador para que eles o reconheçam como um navegador móvel.

Trabalhe fora do navegador sempre que for possível

Bloco de notas ao resgate!Quanto mais você fica no seu navegador, mais tempo esperará as páginas carregarem. Sites de viagens como o Gadling recomendam transferir o máximo possível do seu trabalho para fora do navegador. Se você escreve em um blog ou no Google Docs, por exemplo, transfira essas tarefas para um aplicativo local, como o Microsoft Office ou LibreOffice. Dá até para escrever um email no Bloco de notas enquanto você espera a página carregar — não desperdice tempo vendo uma barra de progresso quando você pode, nesse tempo, fazer algo mais útil.

Quando você realmente precisar trabalhar no navegador, tente não se estressar muito com ele. Abra uma aba de cada vez, de modo a não tentar carregar várias páginas simultaneamente (já que isso deixará o carregamento mais lento e, no fim das contas, você só vê uma de cada vez). Feche abas que não estiverem em uso, já que elas podem consumir banda mesmo quando você estiver em outra aba ou janela.

Desative apps em segundo plano que consomem dados

Com toda essa atenção ao seu navegador, você talvez se esqueça que outros apps como o Dropbox podem consumir a sua preciosa (e escassa) conexão em segundo plano. Feche todo e qualquer app de que você não precise, ou coloque-os em modo offline, de forma que eles não fiquem verificando a toda hora se precisam sincronizar. Alguns apps precisarão de um pouco de planejamento para que isso funcione: o Notational Velocity e o ResophNotes funcionam bem em conexão, mas o Evernote exige que você vá até as suas configurações e baixe as suas anotações antes de habilitar o modo offline.

Quando tudo parecer perdido, procure um Wi-Fi mais rápido

Ninguém quer passar o dia correndo atrás de uma conexão melhor, mas se a que você estiver usando for muito lenta, o esforço é válido. Existem conexões Wi-Fi gratuitas em vários lugares e se não der sorte de primeira, procure um ponto de acesso mais veloz. Não é o tipo de solução que funciona no dia a dia, mas vez ou outra procurar uma conexão usável por aí acaba vindo a calhar.

Atenciosamente,
Lifehacker

Foto modificada de Kirill__M (Shutterstock).