O Google Chrome foi lançado junto com o Gizmodo Brasil, em 1° de setembro de 2008, então nós completamos três anos de existência juntos. Legal! Como presente, o Chrome ganhou este infográfico interativo em HTML5, mostrando a história dos grandes browsers e dos padrões da web. E, no blog oficial do Chrome, o Google relembra as melhoras que o navegador recebeu ao longo do último ano – mas ele ainda tem muito a caminhar. O que você mudaria no Chrome para deixá-lo melhor?

No último ano, o Chrome ficou mais rápido, mais seguro, e ganhou visual ainda mais simples. Além de deixar as engines de renderização mais rápidas, o Chrome ganhou o Google Instant e o Google Instant Pages, que aceleram as buscas na web e o carregamento dos links que surgem como resultado. O Chrome fica mais seguro isolando o Flash e o leitor próprio de PDF em um sandbox, impedindo que eles tenham acesso a mais que uma aba do navegador. E, claro, o suporte a HTML5 está melhor do que nunca.

Mesmo assim, ele ainda tem problemas a resolver. Ryan Paul, do Ars Technica, lista alguns problemas que persistem:

Quando fizemos o primeiro review do Chrome em 2008, uma das maiores irritações da interface era como o navegador lidava com excesso de abas [apenas espremendo-as]. Depois de três anos, este problema ainda não foi resolvido. A interface do Chrome para o histórico de navegação é outra área bastante fraca em comparação com outros navegadores. O autocompletar de links do histórico na Omnibox também é bastante limitado, se comparado à AwesomeBar do Firefox.

Pois é, ele ainda tem muito a caminhar. Como você deixaria o Chrome melhor? [Google Chrome Blog via Ars Technica]