A 10ª edição do Concurso Anual de Fotografia Submarina Ocean Art divulgou seus vencedores. A premiação, organizada pelo Underwater Photography Guide, é dividida em 13 categorias, que vão desde melhor foto em preto e branco até melhor fotografia de conservação marinha.

Neste ano, 81 fotógrafos do mundo todo mandaram seus cliques para avaliação. O valor total dos prêmios, que vão desde viagens até equipamentos, é superior a US$ 35.000 (cerca de R$ 192.000). Confira os principais destaques.

Melhor do Show

Comportamento da vida marinha
Imagem: Luc Rooman/Ocean Art/Reprodução

O principal destaque foi Luc Rooman, que registrou uma briga de peixes lúcios próximo a região de Antuérpia, na Bélgica. De acordo com o fotógrafo, a imagem foi registrada durante uma noite de outubro, que rendeu uma série de cliques do conflito.

Retrato

Retrato
Imagem: Paolo Bausani/Ocean Art/Reprodução

Este peixe simpático foi fotografado por Paolo Bausani, destaque na categoria “Retrato”. O animal, fotografado na região do Monte Argentario, na Itália, pertence ao gênero Anthias. O fotógrafo explica que a cor brilhante e viva vistas na imagem remetem ao período de reprodução do peixe do sexo masculino.

Conservação marinha

Conservação marinha
Imagem: Catherine Holmes/Ocean Art/Reprodução

A “Árvore de Coral” de Catherine Holmes foi classificada como a melhor foto na categoria “Conservação Marinha”. A imagem retrata um mergulhador que está examinando o progresso de fragmentos de corais em recuperação pela Coral Reef Restoration Alliance, em Barbados, no Caribe.

Os recifes de corais abrigam quase metade das espécies de peixes, sendo locais primordiais para a alimentação, reprodução e abrigo destes seres. Hoje, grande parte deles está sofrendo branqueamento devido às mudanças climáticas.

Lente macro compacta

Macro compacto
Imagem: Kathrin Landgraf-Kluge/Ocean Art/Reprodução

O clique obtido em Makadi Bay, no Egito, mostra uma verdadeira festa formada por camarões Idiomysis. De acordo com a fotógrafa Kathrin Landgraf-Kluge, o principal desafio da imagem foi colocar os animais em foco: eles são extremamente pequenos, não ultrapassando os 3 milímetros de comprimento.

Ângulo amplo compacto

Ângulo amplo compacto
Imagem: Kate Rister/Ocean Art/Reprodução

De seres minúsculos para animais marinhos gigantes. A foto destaque de Kate Rister foi capturada na Ilha de Moorea, no Taiti. Na imagem, é possível ver uma baleia-jubarte com seu filhote, que estavam totalmente confortáveis na área mesmo com a presença de humanos.

Comportamento compacto

Comportamento compacto
Imagem: PT Hirschfield/Ocean Art/Reprodução

O acasalamento de cavalos-marinhos levou PT Hirschfield a ser premiado na categoria de “Comportamento Compacto”. O fotógrafo estava mergulhando em Victoria, na Austrália, quando viu a fêmea transferindo seus ovos para o macho. Hirschfield conta que já mergulhou com estes animais centenas de vezes, mas nunca havia conseguido registrar este processo.

Macro

Macro
Imagem: Nigel Motyer/Ocean Art/Reprodução

O fotógrafo Nigel Motyer estava em Raja Ampat, na Indonésia, buscando por tubarões epaulette, quando se deparou com o peixe blenny. O flash da câmera parece ter atraído plânctons, que se tornaram refeição do peixe expressivo.

Arte submarina

Arte subaquática
Imagem: Jenny Stock/Ocean Art/Reprodução

A foto de Jenny Stock poderia ser uma pintura. Os cliques, obtidos em Cuba, passaram por uma pós-edição que deram o toque artístico à imagem. As cores vibrantes do peixe-royal -gramma também contribuem para a composição de tirar o fôlego.

Peixes de água fria

Peixes de água fria
Imagem: Matthew Sullivan/Ocean Art/Reprodução

Matthew Sullivan registrou o momento em que um cardume de salmões nadava rio acima em direção a campos de desova em Vancouver, no Canadá. De acordo com o fotógrafo, os peixes estavam tão focados em seu objetivo que nem mesmo se importaram com a presença humana no ambiente.

Foto branca e preta

Foto branca e preta
Imagem: Tom St George/Ocean Art/Reprodução

Tom St George, destaque na categoria de fotos em preto e branco, fez este clique em Tulum, no México. O fotógrafo conta que estava nadando com outros colegas mergulhadores por uma série de pequenas cavernas quando encontrou o enorme salão. A interação de luz e sombras parece ter tornado a imagem ideal para ter suas cores retiradas.