Um homem de Massachusetts passou a comer doce de alcaçuz no lugar de balas de frutas — e isso pode ter causado sua morte. Em um relatório de caso publicado no New England Journal of Medicine, os médicos descreveram como uma recente mudança de hábito do homem, que passou a comer um saco de doce de alcaçuz todos os dias, provavelmente levou a uma parada cardíaca súbita, insuficiência renal e eventual morte.

O relato foi apresentado como um exercício de ensino para médicos e estudantes de medicina — parte de uma longa tradição da revista. A publicação apresenta os sintomas iniciais de um paciente e seu histórico médico na admissão. Todos os detalhes do caso são retirados dos registros de pacientes genuínos, mas anônimos, do Hospital Geral de Massachusetts. Posteriormente, o diagnóstico real do paciente e os resultados são revelados.

Neste caso, um trabalhador da construção civil de 54 anos deu entrada no hospital com parada cardíaca súbita — seu coração havia parado de bater no meio do dia enquanto ele estava em um restaurante fast food. Embora o hospital tenha sido capaz de estabilizá-lo, ele teve falência de vários órgãos, principalmente os rins, e foi internado na unidade de terapia intensiva cardíaca. Três horas depois, sua família chegou e foi capaz de preencher alguns dos históricos médicos e hábitos relevantes do homem.

Embora ele tivesse algumas doenças preexistentes, incluindo hepatite C crônica, não havia histórico aparente de problemas cardiovasculares ou outras doenças crônicas que poderiam ter explicado sua piora drástica. Sua família disse aos médicos que ele tinha uma dieta pobre e que adorava doces. Eles também mencionaram que ele havia deixado de comer balas macias de frutas para comer um saco ou dois de balas macias com sabor de alcaçuz três semanas antes — uma decisão que provavelmente foi sua ruína, concluíram os médicos.

Isso porque o sabor um tanto adocicado do alcaçuz (o tipo de alcaçuz preto autêntico, não o que você encontra em balas de alcaçuz vermelho) vem de uma substância química chamada ácido glicirrízico. O consumo excessivo ou crônico de ácido glicirrízico pode fazer com que o nível de potássio do nosso corpo caia, o que pode afetar tudo, desde nosso sistema nervoso até o coração. Uma desaceleração anormal nos batimentos cardíacos é um risco conhecido de baixos níveis de potássio causados ​​pelo consumo de alcaçuz, que pode então desencadear uma parada cardíaca.

Infelizmente, o prognóstico do homem após sua parada cardíaca súbita foi terrível. Após consultar os médicos, a família optou pelo tratamento com cuidados paliativos. Apenas 32 horas após o início dos sintomas, o homem morreu com sua família ao lado de sua cama, de acordo com o relatório.

Felizmente, esse perigo do alcaçuz preto é raro. É preciso comer muito durante algum tempo para que ele realmente represente algum risco à saúde, e o simples fato de não comê-lo mais geralmente traz os níveis de potássio de volta ao normal. Ainda assim, a Food and Drug Administration agora adverte explicitamente as pessoas com mais de 40 anos devem moderar o consumo deste doce, observando que comer 60 gramas por dia durante pelo menos duas semanas tem sido associado a um ritmo cardíaco irregular e outros problemas de saúde.

O Halloween está chegando, então fica o conselho.