Esta série de imagens chamada Darkened Cities, de Thierry Cohen, é verdadeiramente inspiradora. Não apenas porque retrata de maneira precisa os horizontes das maiores cidades sem luz, mas porque as imagens nos lembram do incrível show que nós que moramos nelas perdemos toda a noite.

Para fazer estas imagens, Cohen viajou para lugares longe das cidades, mas sempre na mesma latitude. Enquanto Los Angeles, San Francisco ou Rio de Janeiro usavam gigawatts de eletricidade, lugares como o Joshua Tree National Park, o deserto Mojave ou a Amazônia estavam completamente escuros. Eles veem exatamente os mesmos céus que as cidades nas mesmas latitudes, apenas separados por algum tempo, devido à rotação da Terra. Cohen fotografou e combinou esses céus com imagens das cidades, tratadas para fazer com que elas parecessem iluminadas apenas pelas estrelas. O resultado é o que você vê aqui.

Você consegue imaginar alguém desligando todas as luzes toda a noite para podermos olhar para o céu e aproveitar a vista por alguns minutos? Tenho certeza que isto faria muitas pessoas pararem e pensarem, e talvez entender por quê nossos ancestrais eram tão fascinados pelo céu. Além disso, as estrelas foram provavelmente a primeira inspiração para a mitologia e a ciência.

Se você nunca viu um céu assim, deveria. Vá para o interior, para longe das cidades grandes e olhe para cima. Prometo: desligando as luzes, você ligará alguma coisa dentro de você.

Se você, por acaso, está em Paris por esses dias, poderá ver Villes éteintes. A exposição de Thierry Cohen vai até amanhã na Galerie Esther Woerdehoff, na 36 rue Falguière. [Thierry Cohen e GalerieEstherWoerdehoff via Le Journal de la Photographie]