O XPS 13 já é o meu ultraportátil favorito no mercado, mas isso não significa que ele não poderia ter um desempenho ainda melhor. Pensando nisso, a Dell está atualizando o XPS 13 e o XPS 13 2-em-1 com novos processadores, memória RAM mais rápida e transferência de dados ainda mais veloz.

Para o XPS 13 padrão, as novidades estão menores. O aparelho mantém o mesmo corpo e design usados ​​no modelo anterior com um display de 13 polegadas, mas agora vem equipado com CPUs Intel Tiger Lake de 11ª geração, RAM LPDDR4 de 4,267 MHz mais rápida (contra 3,733 MHz da versão anterior) e uma nova porta Thunderbolt 4 para uma conectividade ainda melhor.

Quanto ao XPS 13 2-em-1, as mudanças são um pouco mais substanciais. Além de manter as mesmas especificações do novo XPS 13 padrão, a Dell adicionou uma nova câmera infravermelha compatível com Windows Hello. A companhia também destaca que a tela conversível está 7% maior que nas gerações anteriores. E agora há duas novas opções de cores para escolher, nas seguintes descrições: “prata em tom platina e com interior de fibra de carbono preta” ou “gelo em tom branco ártico e com interior de tecido de vidro”.

Essas atualizações também estarão disponíveis no XPS 13 Developer Edition, que vem com o Ubuntu 20.04 LTS pré-instalado e, como o próprio nome sugere, é voltado para desenvolvedores. E para quem deseja mudar para o Linux, a Dell oferece a todos os donos de um XPS 13, independentemente do modelo, a opção de mudar para o Ubuntu gratuitamente por meio de um download de software, mesmo que a máquina venha com o Windows 10 instalado de fábrica.

Os novos dispositivos da linha XPS 13 já estão à venda nos Estados Unidos e Canadá. O XPS 13 padrão sai a partir de US$ 1.000 (R$ 5.657, na conversão atual), e o XPS 13 2-em-1 começa em US$ 1.250 (R$ 7.071).