Não faz nem um mês que o Disney+ chegou ao Brasil e a plataforma de streaming já está preparando os próximos passos para ganhar espaço no mercado brasileiro. Segundo comunicado da Disney, a empresa vai investir em produções locais e exclusivas para o seu serviço de streaming. O anúncio não menciona datas específicas, apenas diz que as estreias serão entre as próximas semanas e o decorrer de 2021.

O movimento é natural, considerando que plataformas concorrentes, como Netflix e Prime Video, fizeram o mesmo. Talvez, por atingir um público mais jovem, a Disney se apressou para lançar conteúdos locais quase ao mesmo tempo que a estreia no país. A empresa também já havia anunciado que pretende focar em sua plataforma de streaming, com os parques e cinemas fechados devido à pandemia de COVID-19, e isso parece ser um dos reflexos dessa nova estratégia de investimento.

Em relação ao tipo de conteúdo das produções locais, a Disney afirma que haverá histórias de ficção, programas de entrevistas, documentários, apresentações ao vivo, entre outros. Até agora, são 70 projetos em andamento: 15 no Brasil, 21 no México, 29 na Argentina e 6 na Colômbia. Segundo a empresa, para se adaptar à cultura de cada país, alguns conteúdos contam com três versões diferentes – Brasil, México e Argentina.

Alguns dos títulos anunciados foram:

Sobrevoando – A série apresenta paisagens da América Latina a partir da perspectiva de um drone que sobrevoa locais como a península de Yucatan, a Patagônia, a península de Samaná, o Caminho Inca, entre outros. No Brasil, a narração será feita pelo ator Rodrigo Santoro.

Voluntários: tudo pela ciência – Também no formato de episódios, a série investiga perguntas cotidianas e coloca à prova teorias científicas usando voluntários, como o nome sugere. A versão brasileira será apresentada por Rafael Cortez.

O que você não sabia sobre o humor – A série documental apresenta uma visão antropológica sobre o humor latino-americano, com uma retrospectiva da evolução do riso por meio de entrevistas, material de arquivo e experiências. Apresentada por Fábio Porchat no Brasil, a série também terá participação de Carol Zoccoli, Carlos Alberto de Nobrega e Paulo Vieira.

Outra produção brasileira incluída na lista é Tudo igual, ou não, uma série de ficção produzida pela Cinefilm que conta a história de um grupo de amigas no Rio de Janeiro ao iniciar o Ensino Médio.

A lista ainda conta com uma série de outros conteúdos de países latino americanos que, segundo a Disney, estão em diferentes fases de produção. Um dos destaques é o documentário Relendo Mafalda, que traz entrevistas e material inédito para apresentar um olhar aprofundado sobre a personagem de Quino.

De acordo com a Disney, mais detalhes sobre cada produção serão divulgados em breve.