O drone inaugural de entrega de encomendas da Rússia colidiu contra uma parede nesta segunda-feira (2), surpreendendo moradores e políticos que estavam reunidos na cerimônia, batizando seu primeiro voo. De acordo com a Reuters, o drone, com custo estimado de cerca de US$ 20 mil, sobrevoou por apenas “alguns segundos” antes de bater contra uma parede e virar pedacinhos. Ninguém se machucou durante o incidente.

• Fotografias de drones dominam entre os finalistas da World Photography Awards 2018
• Drones substituíram modelos em desfile e ficou tudo tão desengonçado quanto você pode imaginar

Reuters noticia que o Correio Russo havia anunciado planos para a construção de um sistema de entregas por drone em 2016, buscando conectar partes remotas do país, como a pouco povoada cidade de Ulan-Ude, na Sibéria, onde o drone colidiu. Um funcionário do governo contou à agência de notícias que conexões Wi-Fi podem ter interferido com o dispositivo. Não está claro como a colisão desta segunda-feira vai impactar os planos da Rússia para o sistema de entregas, mas o Correio Russo estaria, supostamente, já se “distanciando” do evento.

Drones de entrega são usados no mundo todo em várias aplicações, de serviços de emergência em Ruanda à entrega de pizzas. Eles ainda não encheram os céus dos Estados Unidos por causa das regulamentações da FAA (Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos), mas muitas empresas estão interessadas no futuro dos drones. No mês passado, a Amazon recebeu uma patente para drones que usam inteligência artificial para reconhecer gestos humanos e certas frases.

[Reuters]