Este ano, Google e Microsoft cortaram os preços de seus serviços para armazenamento na nuvem. A Apple, por sua vez, anunciou o iCloud Drive com planos bem competitivos. E o Dropbox, como reage a tudo isso? Acrescentando mais recursos e, é claro, cortando preços.

Antes, o Dropbox oferecia diversas opções de planos, mas a partir de hoje, haverá apenas um: 1 TB por US$ 10 mensais. É o mesmo preço do Google, e um pouco mais caro que o OneDrive. (Antes, o mesmo valor comprava apenas 100 GB no Dropbox.)



Usuários atuais serão migrados para o novo plano automaticamente. E junto à redução de preços, o Dropbox anunciou novos recursos para assinantes do Pro:

  • “remote wipe” para deletar arquivos do Dropbox remotamente de seu dispositivo perdido ou roubado;
  • uma opção para compartilhar arquivos e pastas só para visualizar, sem permissão para editar, algo bacana para quando você quiser mostrar algo sem deixar que outras pessoas mexam no seu trabalho;
  • data de validade para arquivos compartilhados, que inutiliza links após determinado período;
  • proteção opcional por senha, para que não seja possível acessar arquivos apenas pelo link.

Apresentar novos recursos é tão importante quanto alinhar os preços com grandes rivais. Isso deve ter sido algo difícil: Drew Houston, CEO do Dropbox, disse em maio que “não vamos cortar preços agora” porque “nossos usuários experimentam essas coisas [serviços da concorrência] e frequentemente voltam”.

Mesmo assim, trata-se de um passo necessário para se manter competitivo na guerra do armazenamento na nuvem. E, como em qualquer boa batalha de preços, o vencedor é você. [Dropbox Blog via Wired]