O bilionário Elon Musk, CEO da Tesla, foi eleito a “personalidade do ano” pela revista Time. Na semana passada, circulou pelas redes sociais uma notícia distorcida dizendo que Jair Bolsonaro havia sido escolhido pelo prêmio –mas o anúncio foi divulgado apenas nesta segunda-feira (13).

A reportagem de capa da Time destacou que o empresário sul-africano “passou a vida desafiando os haters e, agora, finalmente está em posição de colocá-los em seus devidos lugares”. A revista ainda destaca que pessoas que já trabalharam com Musk chegaram a descrevê-lo como “mesquinho, cruel e petulante, especialmente quando frustrado ou desafiado”.

Voto popular

Na última terça-feira (7), apoiadores de Jair Bolsonaro distorceram uma votação popular da Time e espalharam noticias falsas de que o presidente havia recebido o prêmio. Na verdade, Bolsonaro foi eleito em votação popular, já que seus apoiadores organizaram um mutirão para promovê-lo. O prêmio da Time, que escolheu Elon Musk, é eleito por um comitê de editores da revista.

Assine a newsletter do Gizmodo

Apesar de a revista ter explicado uma série de vezes que a influência da pessoa escolhida pode ser “para melhor ou para pior”, o resultado foi comemorado por apoiadores de Bolsonaro nas redes sociais