Se o Samsung Galaxy Fold, o Huawei Mate X ou o Motorola Razr são muito caros para o seu bolso, considere o Pablo Escobar Fold 1, de US$ 350 (R$ 1.500, na cotação atual). Sim, você não leu errado.

O Fold 1 é a criação de Roberto Escobar, irmão do famoso traficante colombiano Pablo Escobar. O aparelho roda o Android 9 com um processador Qualcomm Snapdragon 8150. Faz parte do pacote duas câmeras traseiras, uma com 16 MP e outra com 20 MP, além de duas telas AMOLED de 7,8 polegadas e um leitor de impressões digitais. O site da Escobar Inc diz ainda que o celular é desbloqueado e “funciona em todas as redes dos Estados Unidos e do mundo”.

A versão com 128 GB de armazenamento e 6 GB de RAM custa US$ 350 (R$ 1.500), enquanto a opção de 512 GB de armazenamento e 8 GB de RAM sai por US$ 500 (R$ 2.100).

O fato desse celular existir já é meio doido, mas tem mais. Em entrevista ao Digital Trends, Escobar disse que ele não estava mirando na Samsung. A empresa quer mesmo competir com a Apple. “Eu disse a muitas pessoas que iria superar a Apple e vou cumprir isso”, comentou.

“Eu cortei as operadoras e varejistas para vender aos consumidores um celular que dobra por apenas US$ 349, um tipo de aparelho que nas lojas custa milhares de dólares quando são da Samsung ou outras. Esse é o meu objetivo, superar a Apple, e fazendo isso sozinho como sempre fiz”, completou.

Escobar diz ainda que planeja abrir um processo coletivo contra a Apple no dia 6 de janeiro de 2020 pedindo US$ 30 bilhões e que ele gastou US$ 1 milhão de seu próprio bolso para iniciar o processo legal.

Sobre o aparelho em si, Escobar diz que seu celular é mais difícil de quebrar do que o Galaxy Fold e credita isso ao fato de a tela ser “feita de um tipo especial de plástico” que é “muito difícil de quebrar”.

O Fold 1, de acordo com Escobar, também foi desenvolvido com a segurança em mente. Por isso, o modelo tem funções de “segurança especial” que torna difícil rastreá-lo por Bluetooth ou que governos o acessem. A carcaça também terá uma “fina camada de metal” que bloqueia RFID (Identificação por Rádio Frequência) ou “outras comunicações”.

Uma olhada no site do Fold 1 revela mais detalhes bizarros. Por exemplo, uma das fotos promocionais é apenas o celular com um papel de parede do Pablo Escobar. Há também um vídeo onde mulheres com salto alto e lingerie mostram o aparelho. Há um outro vídeo em que o narrador diz “o garoto da Apple, Steve, uma vez olhou para o espaço. Ele viu Pablo Escobar com um celular além da imaginação de qualquer um”.

Talvez o mais impressionante seja o fato de o Fold 1 ser o Royole FlexPai com outra marca estampada – parte do material promocional também é igual, assim como todas as especificações.