O Efeito Doppler é um fenômeno físico que causa uma mudança na frequência de uma onda conforme o objeto em movimento fica mais próximo do observador. É a ciência por trás de satélites e radares de velocidade. E, nas mãos de um estudante de ciências da computação, pode criar mágica na frente do seu computador.

rfeipydnfa66lnqsdpzw

A ideia de usar o Efeito Doppler para interagir com um computador, usando apenas um microfone e caixas de som, foi originalmente explorado por uma equipe de pesquisadores da Microsoft em 2012. A técnica é razoavelmente simples: um tom inaudível de alta frequência é emitido pelas caixas de som. Quando a onda sonora reflete um objeto em movimento (ou seja: suas mãos), a frequência se desloca, e esse deslocamento é medido pelo microfone e então interpretado como um gesto pelo computador.

A equipe criou uma série de gestos com sucesso — rolagem, toques, apertos e rotação — mas o projeto foi considerado apenas um pequeno apoio para o Kinect, o sensor de movimentos Microsoft.

E é aí que Daniel Rapp, um estudante de ciências da computação, entra. Tendo lido a pesquisa da Microsoft, ele resolveu aplicar o resultados e acabou criar essa página com um monte de demos do Efeito Doppler nela.

Desde que você tenha microfone e caixas de som funcionando no seu laptop (e que você esteja usando o Chrome), você pode rolar a página, tocar um Teremim, ou apenas ver o seu computador reconhecer os movimentos da sua mão como se você fosse um figurante de Harry Potter.

A demonstração é uma bela prova do conceito, mesmo que não seja genuinamente útil. Mas dado o número de aparelhos que hoje carregam consigo microfones e caixas de som, essa técnica poderia adicionar controles por gestos em praticamente qualquer coisa. [Daniel Rapp/Github]