Estou sim. Não tenho a menor dúvida. Eu tive que comprar um parachoque de borracha superfaturado para melhorar a recepção. Mas agora estou feliz. 

Sim, eu acho que há problemas que precisam ser resolvidos e que os donos atuais precisam mesmo dos parachoques grátis – no mínimo – para que tenham um telefone tão funcional quanto ele deveria ser ao natural. Mas me fiz de bobo, e estou feliz por todas as razões que já citamos. E se vale de algo, basta dizer que, sim, todos os editores do Gizmodo que têm o iPhone 4 estão incomodados com os problemas, mas também não pensam em devolver ou parar de usar o aparelho. 

Estes são os fatos que falam mais alto. E que valem a pena serem repetidos à exaustão sempre que alguém me pergunta se o problema da antena é motivo para não comprar o iPhone. Não é para mim, pode ser para você. Eu respeito a sua opinião pessoal sobre o assunto de qualquer forma, e acredito em você se você se deparou com os problemas de recepção diariamente, em situações de uso comum. Até porque eu também me deparei. Antes de comprar o parachoque.

Agora que a Apple já se posicionou a respeito do problema e apresentou a sua solução, aqueles que estavam com receio de comprar o aparelho antes, por causa do problema todo, já podem se decidir por comprar ou não. Mas desde o lançamento eu vinha dizendo aos meus conhecidos para não se importarem demais com isso. na pior das hipóteses, seriam trinta dólares a mais por uma capinha que resolveria o problema. Alguns deles viravam a cara, mas outros acabavam comprando. 

Para os poucos que já têm o aparelho aqui no Brasil, eu pergunto: você também está feliz com o seu? Comente aí em baixo. O quão horrível é o problema da antena para você? Se pudesse, você devolveria para a loja e trocaria por outro aparelho? Se sim, por quê? 

Talvez você pense como eu: se mesmo com este problema o iPhone 4 já é o melhor telefone do mundo, imagine se eles conseguirem arrumar isso de vez?

[Ilustração: Nikki Cook]