A mais nova ferramenta do Facebook quer ajudar papais e mamães a compartilhar fotos de seus filhos — o Scrapbook (nada a ver com o do Orkut; aliás, saudades, Orkut) é um espaço para colocar todas as fotos de uma criança.

Anunciado ontem, ele funcionará, quando estiver disponível para o Brasil, assim: você entra na seção Família e Relacionamentos e lá está o convite para criar um Scrapbook. Primeiro, você cria a tag da criança — pode ser o nome dela, um apelidinho, ou qualquer outra coisa, “meu bebê”, “filhão”, “fofura da mamãe cuti-cuti”, etc. Você também pode criar um Scrapbook para um filho já existente no Facebook, mas lembre-se: a rede social aceita oficialmente apenas perfis de maiores de 13 anos de idade.

Depois, o Facebook mostra fotos suas e, se você quiser, do seu parceiro ou parceira para marcar onde a criança aparece — e só os pais podem marcar os filhos manualmente, nada de terceiros marcando o bebê ou reconhecimento facial (até porque bebê tem sempre cara de joelho nos primeiros meses, ia ser difícil).

[vimeo 123670090 740 416]

Pronto, Scrapbook criado: lá vão ficar todas as fotos da criança, e amigos e familiares podem seguir para acompanhar o crescimento, comentar, curtir. Você também pode editar as configurações de privacidade — se quiser deixar o espaço só para os pais da criança e mais ninguém, como se fosse um antigo álbum de família guardado na gaveta, tudo bem.

O Scrapbook foi idealizado pelo gerente de produto do Facebook, Dan Barak. Ele costumava marcar a mulher nas fotos de seu filho, Rom, para que os amigos dela também pudessem ver a criança. Aparentemente, a ideia não foi só dele: numa pequena pesquisa, 65% dos entrevistados também eram adeptos do truquezinho de marcar o pai ou a mãe da criança. Foi daí que veio a ideia de criar uma tag especial para organizar tudo, como ele conta ao TechCrunch. Barak também revelou um easter egg: você também pode criar um Scrapbook para seu bichinho de estimação. Que fofo. [Facebook via TechCrunch]