O Facebook já sabe que qualquer anúncio que a empresa fizer vai sempre ser um gatilho para discussões sobre privacidade. Já antecipando uma possível reação negativa do público durante a CES 2020, a empresa decidiu apostar na atualização da ferramenta que trata exatamente desse tópico: privacidade. Assim, a ferramenta Verificação de Privacidade ganhou sua primeira mudança significativa desde que ela foi criada, em 2014.

No entanto, é importante observar que essa atualização é direcionada à privacidade na rede social, não da rede social. Ou seja, a novidade é que você terá mais controle sobre quem vê as suas publicações, mas não sobre os dados que o Facebook coleta e o que a empresa faz com eles.



Imagem: Facebook

Dito isso, a empresa anunciou as mudanças em um blog post, detalhando as atualizações em quatro tópicos:

Quem pode ver o que você compartilha – permite configurar quem pode ver o que no seu perfil.

Como manter sua conta segura – ajuda o usuário a definir uma senha mais forte e ativar alertas de login.

Como as pessoas podem encontrar você no Facebook – mostra como as pessoas podem encontrar seu perfil e permite escolher quem pode enviar solicitações de amizade.

Suas configurações de dados no Facebook – permite que o usuário revise as informações que estão sendo compartilhadas com aplicativos conectados com o Facebook, e remova aqueles que não estão sendo usados.

Essa última opção é a que mais se aproxima de um controle maior sobre nossos dados e a forma como são utilizados. Ainda assim, isso é um recurso mínimo diante dos escândalos de privacidade em que a empresa já se envolveu. E, infelizmente, isso não parece ser algo que vai mudar em breve. Afinal, como apontado pela pesquisadora entrevistada pelo Cnet, um maior controle dos usuários sobre seus dados significaria uma redução de receita para o Facebook.