Que tal abastecer a sua Ferrari na tomada? Nesta semana, a montadora italiana apresentou ao Brasil seu novo carro híbrido: o 296 GTB.

O modelo esportivo pode chegar de 0 a 100 Km/h em 2,9 segundos, e tem velocidade máxima de 330 Km/h. Tudo isso é garantido por dois motores: um à combustão tem 663 cv — e um elétrico, de 167 cv.

Quando completamente carregado, o 296 GTB é capaz de rodar até 25 Km no modo 100% elétrico.

A produção do carro é feita sob encomenda, e as pré-vendas já foram iniciadas. Além disso, as entregas dos primeiros modelos em solo brasileiro devem ocorrer em meados de dezembro.

Embora o veículo tenha sido apresentado e as pré-vendas iniciadas, a Ferrari ainda não divulgou nenhum detalhe sobre o preço do 296 GTB, que deve ultrapassar facilmente a casa dos R$ 5 milhões.

Os novos veículos híbridos estão desmistificando o pensamento de que carros elétricos não são potentes. Essa tendência começou com a Tesla, chefiada pelo bilionário Elon Musk, que apostou e, carros esportivos totalmente elétricos, mas capazes de atingir altas velocidades em pouquíssimo tempo.

A indústria automotiva busca meios de diminuir as emissões de poluentes e de seduzir novos consumidores, mais modernos e engajados na causa ambiental. No entanto, estes veículos ainda não são muito populares, sobretudo em países em desenvolvimento, como o Brasil. Por aqui, tanto os híbridos 100% elétricos estão bem longe de terem preços acessíveis.

Assine a newsletter do Gizmodo

Outros fatorem que podem explicar a falta de popularidade desse modelos é a ausência de empresas que fabricam carros do tipo no Brasil e a baixa oferta de elétricos das marcas que já estão presentes no país.

Mas, uma coisa é certa: este é um mercado que deve viver uma expansão nos próximos anos. Prova disso, como você viu aqui no Gizmodo Brasil, é a criação do primeiro eletroposto, em São Paulo, e o investimento de marcas como a Wolkswagen — que deve ultrapassar a Tesla e se tornar a maior do mundo no segmento de elétricos já em 2024.