O Neon deu uma tropeçada no começo deste mês, mas já está de volta. E os clientes que foram afetados pela liquidação extrajudicial decretada pelo Banco Central podem começar a recuperar o prejuízo: o Fundo Garantidor de Créditos (FGC) anunciou que vai iniciar, nesta sexta-feira (18), o pagamento dos valores pendentes.

• Banco Neon tem liquidação extrajudicial decretada pelo Banco Central – o que isso significa?
• Banco Neon lança cartão de crédito sem anuidade para concorrer com Nubank

A maioria dos prejudicados tinha alguma aplicação no recurso “Objetivos” do app Neon, que realizava um investimento em CDB (Certificado de Depósito Bancário).

Os usuários devem acessar o aplicativo do Neon e seguir as instruções para que seja efetuado o pagamento da garantia. As informações estarão disponíveis até o dia 18 de junho deste ano, e os pagamentos serão realizados até o dia 17 de setembro de 2018. A garantia do fundo é de até R$ 250 mil.

“Após esse período, os credores remanescentes deverão solicitar o pagamento diretamente ao Banco Neon”, diz comunicado do FGC.

Essas aplicações eram geridas pelo Banco Neon (antes Pottencial), que era parceiro da Neon Pagamentos S.A., que por sua vez é a responsável por abertura e movimentação de contas digitais e emissão de cartões pré-pagos e não teve suas operações encerradas. Entenda o caso aqui.

Outros clientes que tiveram prejuízos relacionados a operações exclusivas do Banco Neon (Pottencial) receberão o pagamento da garantia por meio de agências do banco Bradesco. A lista de agências está disponível neste link, e, caso o município do cliente não tiver uma agência do Bradesco, o pagamento será efetivado na agência do município mais próximo.

Para receber o dinheiro nas agências bancárias, os credores deverão levar documento de identidade (RG, CPF ou CNH) e cópia autenticada. Para valores acima de R$ 2 mil, é preciso reserva do valor na agência pagadora com antecedência de 48 horas.

“Não será cobrado do credor qualquer tarifa decorrente da operação de pagamento”, afirma o FGC.

A Neon já está operando normalmente e que alguns clientes já receberam seus valores. Após a liquidação judicial, a fintech firmou parceria com o Banco Votorantim e voltou a operar transferências, depósitos por boleto bancário, pagamentos de contas e recargas de celular. Nesta semana, a startup voltou a abrir novas contas.

[Agência Brasil, FGC]