Com o lançamento de Alien: Covenant chegando em 18 de maio, o diretor Ridley Scott tem concedido muitas entrevistas, discutindo o futuro da franquia. Mas sempre há espaço para compartilhar fatos curiosos sobre seu passado — às vezes não tão divertidos, como é o caso do encerramento que ele originalmente havia planejado para Alien, de 1979.

• Este vídeo hipnotizante mostra a evolução das animações 2D ao longo de mais de um século
• O que aconteceria se um buraco negro aparecesse no nosso sistema solar? Hollywood responde

Em uma entrevista recente de vídeo para a Entertainment Weekly, Scott disse que ele não queria que o filme terminasse com Ripley simplesmente fugindo da nave prestes a explodir em seu ônibus espacial. O filme precisava de algo a mais, como, digamos, um último confronto empolgante entre heroína e monstro, algo que o filme como o conhecemos certamente tem. Mas o diretor agora confirma que, inicialmente, ele planejava que o alien conseguisse uma vitória arrepiante.

“Eu pensava que o alien deveria chegar, e que Ripley o acertasse e isso não fizesse diferença alguma. Então o alien a acertaria através de sua máscara, arrancando sua cabeça.” A seguir, diz Scott, ele cortaria a cena para os tentáculos do alien apertando botões no painel de controle. “(O Alien) Imitaria o Capitão Dallas [Tom Skerritt] dizendo: ‘Estou caindo fora’.”

Assista ao vídeo inteiro abaixo (em inglês), em que Scott entra em muitos mais detalhes sobre aquela cena final (“é meio Hitchcock”) que nunca aconteceu, além de revelar o que a 20th Century Fox, sedenta por uma sequência, pensou quando ele propôs essa ideia.